Prejuízo chega a 190 milhões no Pantanal

De acordo com o meteorologista da SOMAR, Celso Oliveira, não só esta chuva sobre o Mato Grosso do Sul é responsável, mas também as chuvas que caem sobre a cabeceira do Rio Paraguai que nasce em Mato Grosso. Já são mais de 130 mil pessoas afetadas pelas chuvas das últimas semanas. Ao todo, 19 municípios …

02/04/2011 14:38



De acordo com o meteorologista da SOMAR, Celso Oliveira, não só esta chuva sobre o Mato Grosso do Sul é responsável, mas também as chuvas que caem sobre a cabeceira do Rio Paraguai que nasce em Mato Grosso.

Já são mais de 130 mil pessoas afetadas pelas chuvas das últimas semanas. Ao todo, 19 municípios decretaram situação de emergência. Entre eles estão Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Paranaíba, Aquidauana, Campo Grande, Coxim, São Gabriel do Oeste, Nioaque, Maracajú, Santa Rita do Pardo, Ivinhema, Bonito, Chapadão do Sul, Sidrolândia, Miranda, Alcinópolis, Rio Verde de Mato Grosso, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Terrenos, Bandeirantes, Corguinho, Rochedo e Dourados.

Este excesso de precipitações pegou diversos pecuaristas de surpresa e deixou fazendas ilhadas. Com isso, muitos não tiveram tempo de remover o gado das áreas mais baixas do Pantanal, levando a morte dos animais.

De acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), as inundações no Pantanal sul-mato-grossense devem causar um prejuízo de R$ 190 milhões à produção pecuária da região.

Segundo a SOMAR Meteorologia, a chuva diminui um pouco sobre o Mato Grosso do Sul, mas vai continuar chovendo sobre a cabeceira do Rio Paraguai, o que deve ainda manter elevado o nível do rio e consequentemente a supercheia na região do Pantanal.