Fiscalização acha em Minas madeira tirada ilegalmente da Amazônia

sem origem legalizada no pátio de uma madeireira. O volume total de madeira na área era de 2,2 mil metros cúbicos. Segundo o Ibama, a maior parte da madeira no local era de origem amazônica e o volume continha espécies ameaçadas de extinção, como castanheiras, cerejeiras, mogno e imbuia. A operação atua nos arredores de …

14/04/2011 12:09



sem origem legalizada no pátio de uma madeireira. O volume total de madeira na área era de 2,2 mil metros cúbicos.

Segundo o Ibama, a maior parte da madeira no local era de origem amazônica e o volume continha espécies ameaçadas de extinção, como castanheiras, cerejeiras, mogno e imbuia.

A operação atua nos arredores de Ubá, que consome em média 20 mil metros cúbicos de madeira por ano, de acordo com o órgão. A madeireira foi multada em R$ 453 mil e os fiscais continuam na região para avaliar serrarias e depósitos, com o objetivo de coibir o mercado ilegal de madeira.

fonte:Portal do Agronegócio