Cemat esclarece motivos do reajuste da tarifa de energia no Estado

Em reunião com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), e mais seis deputados, o vice-presidente da Cemat, Antônio Carlos Fernandes, explicou que a revisão tarifária em 12,89% é prevista em lei. Ele informou que além de ser aplicada uma metodologia no cálculo, a decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) …

15/04/2011 11:59



Em reunião com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), e mais seis deputados, o vice-presidente da Cemat, Antônio Carlos Fernandes, explicou que a revisão tarifária em 12,89% é prevista em lei. Ele informou que além de ser aplicada uma metodologia no cálculo, a decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o mesmo aconteceu em todo país.
“Deste reajuste, apenas 3,3% será destinado para a Cemat. O restante são encargos federais. A Cemat é meramente repassadora”, afirmou. O reajuste entrou em vigor em Mato Grosso no dia do aniversário de Cuiabá, 8 de abril.

Fernandes apresentou um quadro de evolução da qualidade do serviço e atendimento prestado desde a privatização da concessionária em 1997. O contrato de exploração do serviço de fornecimento de energia prevê concessão para o grupo por 30 anos.

O deputado Percival Muniz, que se pronunciou em nome dos parlamentares, disse que a reunião esclareceu muitas dúvidas, principalmente em relação ao último reajuste. “Foi uma audiência positiva, longa e detalhada e pelos dados apresentados é a Aneel que determina”, confirmou.

Ainda conforme Muniz, outra preocupação é que o segmento é um dos líderes de reclamações no Procon. Por outro lado, destacou que a qualidade de prestação de serviço melhorou, uma vez que durante o ano, a média era de 500 horas sem energia. “Sendo que agora esse tempo foi reduzido para apenas 72 horas”.

Pela Cemat participaram também o diretor financeiro Henrique Juez e José Ramalho Júnior, que é assistente de regulação. Estiveram presentes além de Riva e Percival, Emanuel Pinheiro, Romualdo Júnior, Nininho, Dilmar Dal Bosco e Ezequiel Fonseca.

LUZ PARA TODOS
O programa do Governo federal “Luz Para Todos”, que leva energia elétrica para comunidades rurais ou que vivem em lugares de difícil acesso também foi tema da reunião.

Segundo o vice-presidente da Cemat, Antônio Fernandes, neste ano, pelo programa “Luz Para Todos” foram atendidas 12 mil unidades localizadas em comunidades rurais, de um total de 122 mil unidades existentes no estado.

 fonte:AL/MT