Análise da carta de despedida de Wellington Menezes de Oliveira

Nesta coluna farei algo diferente, sabendo que a população brasileira ainda não entendeu o que aconteceu no ataque à escola carioca fui direto a fonte e farei uma análise da carta de despedida de Wellington, o atirador, os trechos em preto são as palavras dele, o que está em vermelho é a minha análise: “Primeiramente …

16/04/2011 11:17



Nesta coluna farei algo diferente, sabendo que a população brasileira ainda não entendeu o que aconteceu no ataque à escola carioca fui direto a fonte e farei uma análise da carta de despedida de Wellington, o atirador, os trechos em preto são as palavras dele, o que está em vermelho é a minha análise:
“Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter um contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidarem de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente despido em um lençol branco que está neste prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem neste lençol poderão me colocar em meu caixão…
Este primeiro trecho da carta deixa claro como Wellington enxergava o mundo em que vivia: havia pessoas puras e pessoas pecadoras o que quer dizer: pessoas boas e pessoas más (típico de quadros psicóticos). Wellington pede para ter seu corpo envolto com um lençol branco e proíbe os impuros de tocarem seu corpo, deduzo que Wellington se considerava puro.
Ele faz uma menção sexual “nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem” aqui ele assumiu sua virgindade, o que provavelmente o incomodava (digo isto pela maior número de vítimas mulheres) indo além Wellington deveria ficar intimidado perante as mulheres e atribuir as mesmas características más – tanto que ele as escolheu para morrer.
…Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme. Minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e está sepultada no cemitério Murundu. Preciso de visita de um fiel seguidor de Deus em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida eterna.”
Aqui temos características infantis do atirador ele quer ser enterrado ao lado de sua mãe, se pegarmos o estereótipo materno seria uma figura protetora de amor incondicional e que a tudo perdoa, ser enterrado ao lado de sua mãe significa ser protegido daquilo que o assusta – seus desejos sexuais disfarçados na figura das mulheres que ele não consegue ter.
O fiel seguidor de Deus exigido em sua sepultura sugere que Wellingthon tinha consciência do crime que iria cometer, porém seu medo e angustia eram maiores, acredito que sua vida estava insuportável e ele não aguentava mais viver.
O caráter religioso pode ser uma tentativa fracassada de aliviar sua dor, quanto mais atormentado ele ficava mais Wellingthon estudava as religiões, seu caso não era religioso e sei de saúde mental.
“Eu deixei uma casa em Sepetiba da qual nenhum familiar precisa, existem instituições pobres, financiadas por pessoas generosas que cuidam de animais abandonados, eu quero que esse espaço onde eu passei meus últimos meses seja doado a uma dessas instituições, pois os animais são seres muito desprezados e precisam muito mais de proteção e carinho do que os seres humanos que possuem a vantagem de poder se comunicar, trabalhar para se alimentarem, por isso, os que se apropriarem de minha casa, eu peço por favor que tenham bom senso e cumpram o meu pedido, por cumprindo o meu pedido, automaticamente estarão cumprindo a vontade dos pais que desejavam passar esse imóvel para meu nome e todos sabem disso, senão cumprirem meu pedido, automaticamente estarão desrespeitando a vontade dos pais, o que prova que vocês não tem nenhuma consideração pelos nossos pais que já dormem, eu acredito que todos vocês tenham alguma consideração pelos nossos pais, provem isso fazendo o que eu pedi.”
Quando Wellingthon fala dos animais ele está mostrando como se sentia – abandonado e incompreendido. Já a parte em que ele diz; “senão cumprirem meu pedido, automaticamente estarão desrespeitando a vontade dos pais, o que prova que vocês não têm nenhuma consideração pelos nossos pais que já dormem” ele está falando daqueles que o perseguem – a psicose provoca sentimentos de persecutoridade existe sempre alguém que deseja destruí-lo ou aqueles que são importantes para ele.
Wellingthon se refere aos pais, quem desrespeitá-lo irá desrespeitar seus pais, que estão mortos, quem o persegue também irá perseguir seus pais, sua carta é uma tentativa de proteger seus pais – que também são vistos como puros.
Pais e sexualidade não combinam com sexualidade, Wellingthon culpava as mulheres por sua dificuldade (característica da doença) as crianças sobreviventes disseram que o atirador selecionou suas vítimas, em especial as meninas mais bonitas, o que reforça minha tese da sexualidade.
Resta uma pergunta por que aquela escola? Provavelmente Wellinhgthon identificou a escola como o início de tudo. A escola é um lugar onde crianças tornam-se adolescentes, em geral é na escola que iniciam as primeiras paqueras, os namoros, ficadas em fim tudo que ele não conseguiu, foi neste mesmo lugar que wellingthon quis encerrar seu sofrimento.

Nesta coluna farei algo diferente, sabendo que a população brasileira ainda não entendeu o que aconteceu no ataque à escola carioca fui direto a fonte e farei uma análise da carta de despedida de Wellington, o atirador, os trechos em preto são as palavras dele, o que está em vermelho é a minha análise:
“Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter um contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidarem de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente despido em um lençol branco que está neste prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem neste lençol poderão me colocar em meu caixão…Este primeiro trecho da carta deixa claro como Wellington enxergava o mundo em que vivia: havia pessoas puras e pessoas pecadoras o que quer dizer: pessoas boas e pessoas más (típico de quadros psicóticos). Wellington pede para ter seu corpo envolto com um lençol branco e proíbe os impuros de tocarem seu corpo, deduzo que Wellington se considerava puro.Ele faz uma menção sexual “nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem” aqui ele assumiu sua virgindade, o que provavelmente o incomodava (digo isto pela maior número de vítimas mulheres) indo além Wellington deveria ficar intimidado perante as mulheres e atribuir as mesmas características más – tanto que ele as escolheu para morrer….Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme. Minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e está sepultada no cemitério Murundu. Preciso de visita de um fiel seguidor de Deus em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida eterna.”Aqui temos características infantis do atirador ele quer ser enterrado ao lado de sua mãe, se pegarmos o estereótipo materno seria uma figura protetora de amor incondicional e que a tudo perdoa, ser enterrado ao lado de sua mãe significa ser protegido daquilo que o assusta – seus desejos sexuais disfarçados na figura das mulheres que ele não consegue ter.O fiel seguidor de Deus exigido em sua sepultura sugere que Wellingthon tinha consciência do crime que iria cometer, porém seu medo e angustia eram maiores, acredito que sua vida estava insuportável e ele não aguentava mais viver.O caráter religioso pode ser uma tentativa fracassada de aliviar sua dor, quanto mais atormentado ele ficava mais Wellingthon estudava as religiões, seu caso não era religioso e sei de saúde mental.”Eu deixei uma casa em Sepetiba da qual nenhum familiar precisa, existem instituições pobres, financiadas por pessoas generosas que cuidam de animais abandonados, eu quero que esse espaço onde eu passei meus últimos meses seja doado a uma dessas instituições, pois os animais são seres muito desprezados e precisam muito mais de proteção e carinho do que os seres humanos que possuem a vantagem de poder se comunicar, trabalhar para se alimentarem, por isso, os que se apropriarem de minha casa, eu peço por favor que tenham bom senso e cumpram o meu pedido, por cumprindo o meu pedido, automaticamente estarão cumprindo a vontade dos pais que desejavam passar esse imóvel para meu nome e todos sabem disso, senão cumprirem meu pedido, automaticamente estarão desrespeitando a vontade dos pais, o que prova que vocês não tem nenhuma consideração pelos nossos pais que já dormem, eu acredito que todos vocês tenham alguma consideração pelos nossos pais, provem isso fazendo o que eu pedi.”Quando Wellingthon fala dos animais ele está mostrando como se sentia – abandonado e incompreendido. Já a parte em que ele diz; “senão cumprirem meu pedido, automaticamente estarão desrespeitando a vontade dos pais, o que prova que vocês não têm nenhuma consideração pelos nossos pais que já dormem” ele está falando daqueles que o perseguem – a psicose provoca sentimentos de persecutoridade existe sempre alguém que deseja destruí-lo ou aqueles que são importantes para ele.
Wellingthon se refere aos pais, quem desrespeitá-lo irá desrespeitar seus pais, que estão mortos, quem o persegue também irá perseguir seus pais, sua carta é uma tentativa de proteger seus pais – que também são vistos como puros.
Pais e sexualidade não combinam com sexualidade, Wellingthon culpava as mulheres por sua dificuldade (característica da doença) as crianças sobreviventes disseram que o atirador selecionou suas vítimas, em especial as meninas mais bonitas, o que reforça minha tese da sexualidade.
Resta uma pergunta por que aquela escola? Provavelmente Wellinhgthon identificou a escola como o início de tudo. A escola é um lugar onde crianças tornam-se adolescentes, em geral é na escola que iniciam as primeiras paqueras, os namoros, ficadas em fim tudo que ele não conseguiu, foi neste mesmo lugar que wellingthon quis encerrar seu sofrimento.

fonte:Olhar Nacional