Mato Grosso recebe dois prêmios na área de licitações por meio da Secretaria de Administração

Mais uma vez Mato Grosso é premiado na área de licitações, “Prêmio 19 de Março”, por meio da Secretaria de Estado de Administração. Este ano, no 6º Congresso Brasileiro de Pregoeiros, realizado no mês de março em Foz do Iguaçu (PR), o Estado trouxe pra casa dois “martelos”. Os troféus têm o formato de martelos …

17/04/2011 16:07



Mais uma vez Mato Grosso é premiado na área de licitações, “Prêmio 19 de Março”, por meio da Secretaria de Estado de Administração. Este ano, no 6º Congresso Brasileiro de Pregoeiros, realizado no mês de março em Foz do Iguaçu (PR), o Estado trouxe pra casa dois “martelos”. Os troféus têm o formato de martelos utilizados em leilões. Os prêmios foram em duas categorias: melhor termo de referência e maior negociação, maior economicidade.
“O nosso Estado tem se tornado referência em gestão pública e o recebimento destes prêmios só vem confirmar esse espaço conquistado. Nosso objetivo nesta nova gestão é trabalhar ainda mais para que alcancemos resultados positivos como estes”, ressaltou o secretário de Administração de Mato Grosso, Cesar Roberto Zilio.
O técnico da área instrumental e pregoeiro da SAD, Mário Balbino Lemes Junior, informou que no primeiro prêmio, de melhor termo de referência, o que contou foi a elaboração do documento. O termo de referência é o documento inicial que norteia a licitação. No caso do termo premiado, a licitação foi realizada para atender uma demanda da Companhia de Mineração de Mato Grosso (Metamat). “Eles precisavam contratar o serviço de perfuração de poços e mini-poços e equipamentos, para atender os assentamentos rurais existentes em 66 municípios de Mato Grosso. Então fizemos registro de preço, pois a demanda poderia aumentar e assim teríamos já um preço garantido”, explicou Mário.
Como era um serviço específico, foi colocado no termo de referência dados técnicos de geologia e geografia do solo a ser perfurado o poço, assim como registro de solo e de pedras. “Nosso termo de referência concorreu em âmbito nacional, com órgãos federais, e fomos agraciados com esse prêmio”, completou o pregoeiro.
Mário ressaltou que só foi possível alcançar a premiação por causa do trabalho em conjunto, tanto na SAD quando com o órgão que solicitou a demanda, no caso a Metamat. “Hoje esse termo de referência já está sendo utilizado como modelo, como troca de experiências, com outros Estados”. Além de Mário, também trabalharam no processo os servidores Adriane Caroline e Ademir Soares, da Superintendência de Aquisições Governamentais da SAD.
O segundo prêmio, na categoria Pregoeiro: maior negociação, maior economicidade, Mato Grosso concorreu com os outros Estados. Mário contou que o registro de preço inscrito para concorrer ao prêmio foi realizado para contratação de serviço de telefonia móvel. “Apenas uma empresa compareceu e trouxe uma proposta de aproximadamente R$ 10 milhões e chegou-se a R$ 5,9 milhões com as negociações tanto pessoalmente quanto por telefone, pois nosso objetivo é fechar com o menor preço possível e por isso insistimos. Conseguimos economizar cerca de R$ 4 milhões para o Estado”, ressaltou o pregoeiro.
Mário explicou que o resultado positivo atraiu a atenção de outros Estados, tanto que já houve adesão de carona da Embrapa Solo do Rio de Janeiro e também de outros municípios, como a Prefeitura de Sinop.
O preço alcançado ficará registrado por um ano, sendo que o contrato pode ser prorrogado por mais 48 meses além dos aditivos.
PRÊMIO 19 DE MARÇO
O Prêmio 19 de Março é uma criação da Editora Negócios Públicos do Brasil, responsável pela Revista “O Pregoeiro”. A premiação é realizada pela NP Eventos com o apoio do Instituto Negócios Públicos e de outras entidades colaboradoras. Surgiu no ano de 2007 com a necessidade de valorizar os trabalhos e incentivar os profissionais pregoeiros de todo o país. A premiação é a única do gênero e sua importância se destaca a cada nova edição.
O título do prêmio “19 de Março” origina-se da data em que foi realizado o primeiro pregão no Brasil, na Agência Nacional de Telecomunicações, em Brasília-DF, pelo primeiro pregoeiro do país Rubens Portugal Bacellar. A Revista “O Pregoeiro” deu destaque à data, promovendo anualmente, no dia 19 de Março, a cerimônia de premiação durante o Congresso Brasileiro de Pregoeiros, o maior encontro nacional da categoria. No dia do primeiro pregão, em 1998, a Anatel colocou nas mãos de Rubens Portugal Bacellar um martelo a ser utilizado para promover os lances e oficializar o pregão, razão da escolha deste instrumento como símbolo do Prêmio.
PREMIAÇÕES ANTERIORES
Em 2010, Mato Grosso ganhou o Prêmio 19 de Março nas categorias “Registro de Preços com o maior número de caronas” e na categoria “Inovação em Regulamentação de Pregão em Âmbito Estadual”.

fonte:Secom/MT