Fam retorna a Teresina com slogan para o Dia das Mães

Ofertar uma exposição intinerante de artesanato em grande escala – com peças produzidas por cerca de 150 artistas – na qual as obras expostas possibilitem que a maioria das pessoas conhecer um pouco mais sobre a cultura de tantos países e adquirir peças sem tantos custos é a proposta da Feira do Artesanato Mundial (Fam), …

28/04/2011 09:33



Ofertar uma exposição intinerante de artesanato em grande escala – com peças produzidas por cerca de 150 artistas – na qual as obras expostas possibilitem que a maioria das pessoas conhecer um pouco mais sobre a cultura de tantos países e adquirir peças sem tantos custos é a proposta da Feira do Artesanato Mundial (Fam), que acontece de 6 a 15 de maio,no Centro de convenções do Atlantic City.

“Era um sonho meu e do meu marido [Charlton Gallisa, empresário e co-coordenador da Feira] de mostrar outras culturas para que quem não possua oportunidade de viajar para esses lugares possa ter a chance de conhecer também”, explica Hilda Alves, empresária e coordenadora da mostra que viaja todo o país e visita Teresina pela segunda vez este ano.

A proposta, apesar de diferente, também não é nova. A Feira do Artesanato Mundial já conta com 19 edições. “Desde que começou, o que pudemos é que ela tem ficado maior, agregando mais variedade em todas as peças”, revela Hilda.
Tal fato pode ser comprovado na participação dos países na mostra. Em sua primeira visita ao Piauí, em novembro passado, a Fam trouxe peças artesanais de cerca de 20 países – hoje, a mostra conta com obras de artistas de mais de 30 nacionalidades.

Segundo a equipe de organização, entre as peças expostas destacam-se: as biojoias da Indonésia, objetos decorativos de Bali, móveis australianos, lustres turcos, além do artesanato de diversos outros locals como Vietnã, Tailândia, Peru, Síria, Líbano, Marrocos, Egito, Paquistão, Gana, Rússia, Índia, Itália e também do Brasil – incluindo artesanato regional e indígena.

Em meio a tanta diversidade de fora, um espaço da Feira é sempre dedicado ao artesanato local. “Nos locais que visitamos, a Prefeitura costuma fazer uma seleção de peças que mais representem a produção da cidade e elas são expostas na Fam. O Piauí possui um artesanato forte com cerâmica”, explica Hilda.

Sobre o público que visita a mostra, Hilda conta que os preços acessíveis permitem que todo tipo de apreciador de artesanato possa se vislumbrar com as peças e até mesmo, adquiri-las. “O nosso maior freqüentador faz parte de um grupo seleto. Mas essa ‘seleção’ não se dá pelo caráter financeiro. Grande parte das pessoas que visitam a Feira é formadora de opinião ou admiradora de arte em geral”.

No ano passado, a Feira do Artesanato Mundial, em sua temporada em Teresina, foi visitada por mais de 50 mil pessoas e a expectativa é que este número aumente em 2011. “desta vez, a Fam fica em Teresina durante o Dia das Mães. O slogan da Feira até faz referência a isso. Será “Sua mãe merece um mundo de presente”. É uma ótima maneira de presentear diferente”, ressalta Hilda.

A Fam permanece no Centro de Convenções do Atlantic City de 6 a 15 de maio. A visitação ficará aberta diariamente das 17h às 22h.

fonte:180 graus