Exame de DNA confirma morte de Bin Laden, diz agência

Os resultados iniciais do exame de DNA realizado pelas autoridades americanas confirmam a morte do líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, informaram nesta segunda-feira fontes do governo citados pela agência de notícias Reuters e a TV CNN. O teste mostrou “grande nível de confirmação” de que Bin Laden é um dos homens …

02/05/2011 13:58



Os resultados iniciais do exame de DNA realizado pelas autoridades americanas confirmam a morte do líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, informaram nesta segunda-feira fontes do governo citados pela agência de notícias Reuters e a TV CNN.

O teste mostrou “grande nível de confirmação” de que Bin Laden é um dos homens mortos na operação de um comando americano, em uma mansão na cidade paquistanesa de Abbottabad.

Fontes do governo haviam dito mais cedo que as autoridades americanas realizavam um teste de DNA em sangue coletado do corpo identificado como Bin Laden. O líder terrorista, contudo, já havia sido identificado por outras técnicas, como reconhecimento facial.

O canal de TV americano ABC, que cita fontes do governo, diz que o exame comparou o sangue retirado de Bin Laden com amostras do cérebro de uma de suas irmãs. Ela, cujo nome não foi divulgado, teria morrido de câncer em Boston, há vários anos. O FBI imediatamente recolheu amostras do cérebro e fez o mapa genético para uma futura identificação.

Os militares da força de elite que comandaram a operação tiraram fotografias do corpo de Bin Laden com um tiro na cabeça. O governo americano não decidiu, contudo, se vai divulgar essas imagens e, caso divulgue, como e quando.

Canais de televisão do Paquistão chegaram a exibir nesta segunda-feira imagens do suposto corpo de Bin Laden, mas retiraram do ar admitindo que a foto era falsa.

Vários canais haviam mostrado uma imagem “não confirmada” do rosto ensanguentado de Bin Laden após os Estados Unidos terem anunciado que ele havia sido assassinado.

Na imagem, Bin Laden ostentava uma barba negra e espessa, com uma quantidade menor de cabelo branco da que havia mostrado o mais recente vídeo do terrorista ainda em vida. Também havia marcas de sangue na testa e têmporas de Bin Laden. O olho direito estava fechado, mas parte do olho esquerdo era visível.

“Era uma imagem falsa, ela já havia circulado na internet em 2009”, afirmou Rana Jawad, diretor do canal Geo TV de Islamabad. “Fomos checar e descobrimos que ela era falsa, então retiramos imediatamente do ar”.

OPERAÇÃO

Bin Laden foi morto com um tiro de um dos cerca de 20 militares da Marinha dos Estados Unidos que invadiram, de helicóptero, sua mansão de alta segurança em Abbottabad, a cerca de 50 km da capital paquistanesa.

A operação durou 40 minutos e deixou ainda um dos filhos de Bin Laden, uma mulher e dois homens mortos. Nenhum militar americano ficou ferido.

Os detalhes da ação ainda não foram confirmados pelo governo dos EUA, mas autoridades americanas e testemunhas paquistanesas revelaram algumas informações à imprensa.

Segundo um vizinho de Bin Laden, que acompanhou a ação do telhado de sua casa, três helicópteros sobrevoaram o complexo. ‘De repente, houve tiros do chão em direção aos helicópteros. Houve um intenso tiroteio e eu vi um dos helicópteros cair’, disse Khan.

Oficiais americanos confirmaram que um dos helicópteros americanos foi perdido, mas disseram que houve uma falha mecânica e que todos os tripulantes foram retirados em segurança.

Os militares teriam descido de corda no complexo de Bin Laden, que resistiu, iniciando um novo tiroteio no local. Bin Laden teria morrido com um tiro na cabeça. Os disparos dos marines americanos mataram ainda um de seus filhos e dois importantes aliados que viviam no complexo com suas famílias. Uma mulher também foi morta após ser usada como escudo humano por um dos homens de Bin Laden. Outras duas mulheres ficaram feridas.

Depois da ação, os americanos deixaram o local em helicópteros.

Fonte:UOL