Especialista fala sobre o envelhecimento da pele e suas conseqüências

Começar a prevenção do fotoenvelhecimento na infância é sem dúvida muito importante para evitar o envelhecimento da pele decorrente da radiação ultravioleta do sol ao qual estamos expostos ao longa da vida. Mas de acordo com o especialista em medicina estética e cirurgia plástica facial, Mário Espósito a população está se conscientizando da gravidade do …

26/05/2011 17:18



Começar a prevenção do fotoenvelhecimento na infância é sem dúvida muito importante para evitar o envelhecimento da pele decorrente da radiação ultravioleta do sol ao qual estamos expostos ao longa da vida. Mas de acordo com o especialista em medicina estética e cirurgia plástica facial, Mário Espósito a população está se conscientizando da gravidade do problema e da necessidade de se tratar precocemente. “Orientamos os pais a ensinarem seus filhos sobre os benefícios e malefícios do sol e, principalmente, a colocarem em prática o uso de filtro solar desde cedo, criando o hábito saudável para a vida toda, prevenindo assim o envelhecimento cutâneo e o surgimento do câncer da pele. Os cuidados com a pele desde jovem certamente definirão a estrutura da mesma quando adulta”, disse o especialista.
A ação do sol é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento, podendo resultar em uma lesão na estrutura da pele, e se exposta em excesso o processo de envelhecimento é maior.
Para ter uma pele saudável é preciso seguir orientações de um bom profissional.  “Assim como os raios UV, as lâmpadas fluorescentes podem provocar o mesmo efeito, já que emitem raios ultravioletas. Neste caso também é recomendável a prevenção do foto envelhecimento”, alerta o Dr. Mário Espósito.
O ideal é a exposição ao sol matutino até as 10h. “É o necessário e suficiente para estimular a vitamina D, responsável pelo cálcio e fósforo no organismo”, continuou ele.
Mário cita alguns dos danos causados pelo fotoenvelhecimento. “As rugas de expressão, as manchas na pele são alguns dos problemas que aparecem numa idade mais avançada. E quando adulto também pode ocorrer danos em decorrência do tabagismo”.
Atualmente, existem vários recursos para o tratamento. O especialista revela que inicialmente é preciso fazer uma boa avaliação para diagnosticar o grau de envelhecimento da pele para dar início aos cuidados. Ele sugere sugere algumas recomendações para prevenir os malefícios do sol. “Primeiramente tratamos a pele com uso de filtro solar e dependendo do comprometimento é possível o uso do ácido. Se a pele está bastante danificada o ideal é a sessão de pelling superficial ou pelling profundo, mas este deve ser feito somente em pacientes que necessitam do procedimento”.
Se a pele apresenta flacidez causada pelo sol também há cirurgias para essa correção. Com a idade a pele perde o ácido hialurônico e ocorre queda nos tecidos. Para isso, diz Dr. Mário,  é feita uma avaliação para verificar a necessidade ou não de preenchimento para revitalização da pele.
Além de cirurgias plásticas, outros procedimentos usados para o rejuvenescimento da pele  são o fio russo e a aplicação de botox.
“Estes tratamentos são importantes, mas dependem do tipo de pele, pois para cada caso é recomendado um tratamento específico, com os devidos cuidados para ter um bom resultado. É bom lembrar que se deve ter também o acompanhamento de um bom profissional”, finalizou doutor Mário.

Começar a prevenção do fotoenvelhecimento na infância é sem dúvida muito importante para evitar o envelhecimento da pele decorrente da radiação ultravioleta do sol ao qual estamos expostos ao longa da vida. Mas de acordo com o especialista em medicina estética e cirurgia plástica facial, Mário Espósito a população está se conscientizando da gravidade do problema e da necessidade de se tratar precocemente. “Orientamos os pais a ensinarem seus filhos sobre os benefícios e malefícios do sol e, principalmente, a colocarem em prática o uso de filtro solar desde cedo, criando o hábito saudável para a vida toda, prevenindo assim o envelhecimento cutâneo e o surgimento do câncer da pele. Os cuidados com a pele desde jovem certamente definirão a estrutura da mesma quando adulta”, disse o especialista.

A ação do sol é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento, podendo resultar em uma lesão na estrutura da pele, e se exposta em excesso o processo de envelhecimento é maior.

Para ter uma pele saudável é preciso seguir orientações de um bom profissional.  “Assim como os raios UV, as lâmpadas fluorescentes podem provocar o mesmo efeito, já que emitem raios ultravioletas. Neste caso também é recomendável a prevenção do foto envelhecimento”, alerta o Dr. Mário Espósito.

O ideal é a exposição ao sol matutino até as 10h. “É o necessário e suficiente para estimular a vitamina D, responsável pelo cálcio e fósforo no organismo”, continuou ele.

Mário cita alguns dos danos causados pelo fotoenvelhecimento. “As rugas de expressão, as manchas na pele são alguns dos problemas que aparecem numa idade mais avançada. E quando adulto também pode ocorrer danos em decorrência do tabagismo”.

Atualmente, existem vários recursos para o tratamento. O especialista revela que inicialmente é preciso fazer uma boa avaliação para diagnosticar o grau de envelhecimento da pele para dar início aos cuidados. Ele sugere sugere algumas recomendações para prevenir os malefícios do sol. “Primeiramente tratamos a pele com uso de filtro solar e dependendo do comprometimento é possível o uso do ácido. Se a pele está bastante danificada o ideal é a sessão de pelling superficial ou pelling profundo, mas este deve ser feito somente em pacientes que necessitam do procedimento”.
Se a pele apresenta flacidez causada pelo sol também há cirurgias para essa correção. Com a idade a pele perde o ácido hialurônico e ocorre queda nos tecidos. Para isso, diz Dr. Mário,  é feita uma avaliação para verificar a necessidade ou não de preenchimento para revitalização da pele.

Além de cirurgias plásticas, outros procedimentos usados para o rejuvenescimento da pele  são o fio russo e a aplicação de botox.
“Estes tratamentos são importantes, mas dependem do tipo de pele, pois para cada caso é recomendado um tratamento específico, com os devidos cuidados para ter um bom resultado. É bom lembrar que se deve ter também o acompanhamento de um bom profissional”, finalizou doutor Mário.