Eliene assume PSD em Cuiabá

O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Eliene Lima, vai presidir a Comissão Provisória do PSD em Cuiabá. Aliado do presidente da Assembleia, José Riva, responsável pela articulação do novo partido em Mato Grosso, Eliene pretende anunciar todos os membros até a próxima segunda (30). “Vou ficar com a organização da provisória em Cuiabá por …

27/05/2011 10:22



O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Eliene Lima, vai presidir a Comissão Provisória do PSD em Cuiabá. Aliado do presidente da Assembleia, José Riva, responsável pela articulação do novo partido em Mato Grosso, Eliene pretende anunciar todos os membros até a próxima segunda (30). “Vou ficar com a organização da provisória em Cuiabá por ter a maior densidade eleitoral dentre as lideranças na Capital”, confirma.

     Assim como Riva recebeu a incumbência de liderar os trabalhos no Estado, Eliene afirma que negocia com políticos interessados em migrar para o PSD. “Tenho ligado para as lideranças propensas a vir para o partido. Queremos concluir neste final de semana os membros da Comissão Provisória da cidade para apresentar os nomes até segunda, no máximo”, aponta.

     Reeleito no pleito do ano passado ao segundo mandato de deputado federal, Eliene passou a compor em 1º de janeiro o staff de Silval. Com isso, abriu espaço para a posse do segundo suplente, Neri Geller, legislar na Câmara Federal. O primeiro, empresário Roberto Dorner, foi empossado em substituição a Pedro Henry (PP), que conquistou o quinto mandato, mas também acabou escalado pelo governador para compor o primeiro-escalão no comando da secretaria estadual de Saúde.

     Assim como Riva, Dorner e Geller também compõem a Comissão Provisória do PSD no Estado. Na primeira quinzena deste mês, o novo partido foi registrado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, num cartório de Brasília. O gestor paulistano deixou o DEM para comandar a criação da legenda no país. A sigla ainda precisa do registro político no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve ser concedido apenas no final de julho mediante a apresentação de ao menos 500 mil assinaturas em todo o país.

 fonte: Rd News





Tags:
Política