Clube terá R$ 10 milhões para contratar

A cúpula de futebol do Flamengo receberá R$ 10 milhões para a contratação de reforços na sequência da temporada. O dinheiro virá do contrato com a TV Globo para a transmissão dos jogos até 2015, que foi aprovado pelo Conselho Deliberativo na noite de ontem. Desde o início das negociações, a diretoria rubro-negra sonhava com …

31/05/2011 08:03



A cúpula de futebol do Flamengo receberá R$ 10 milhões para a contratação de reforços na sequência da temporada. O dinheiro virá do contrato com a TV Globo para a transmissão dos jogos até 2015, que foi aprovado pelo Conselho Deliberativo na noite de ontem. Desde o início das negociações, a diretoria rubro-negra sonhava com boa parte do montante para reforçar o seu elenco.

Porém, como o contrato só passará no plenário após acordo político entre os poderes do Flamengo (Conselho Diretor, Conselho de Administração, Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo), a quantia reservada para a contratação de reforços será menor do que a esperada. O restante dos R$ 45 milhões será usado nas prioridades do clube, o pagamento de tributos para retirar a CND (certidão negativa de débito) e o investimento nas obras do CT Ninho do Urubu. Do montante, R$ 29, 7 milhões representam as luvas pela assinatura e R$ 15,3 milhões correspondem a uma antecipação no contrato de pay-per-view.

Com isso, em torno de R$ 15 milhões será destinado para a questão tributária. O centro de treinamento receberá R$ 8 milhões nas suas obras. O clube ainda usará parte da quantia para o pagamento de salários, dívidas e premiações atrasadas.

“O Flamengo não vai sair gastando com contratações. Todos os poderes se reuniram e as prioridades foram acordadas. Se o contrato anterior fosse mantido não iria passar na votação. É importante ter essa mentalidade e entender que a aprovação do contrato vai fazer com que um jogador que custava determinada quantia passe a valer o dobro para o Flamengo. Isso será bem coordenado”, afirmou Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal, ao UOL Esporte.

O impasse colocado em pauta pelo cartola rubro-negro refere-se ao então Fundo de Custeio da CBF, que obrigava os clubes a repassar R$ 8 milhões/ano para a entidade. Com essa quantia, a CBF financiaria compras de direitos de transmissão aos clubes não contemplados por acordos televisivos, como os que sobem da Série B para a Série A.

Agora, o contrato foi modificado. Para cada das quatro temporadas celebradas, o Flamengo receberá R$ 88 milhões. Entretanto, poderá aumentar a sua renda através do rateio por 18 clubes do contrato de TV fechada. O valor é de R$ 180 milhões no total, mas a forma como será dividido ainda não foi definida.

Já o contrato com a Rede TV, assinado pelo Clube dos 13 por meio de uma procuração entregue pelo Flamengo, que renderia R$ 38,7 milhões/ano em TV aberta, será cancelado pelo departamento jurídico do Rubro-Negro.

“Essa opção deveria ter sido feita lá atrás pela Rede TV, mas os executivos não apresentaram garantias bancárias. É um contrato sem eficácia atualmente. O jurídico vai cuidar para resolver a questão sem maiores problemas. Mas todos os clubes estão passando por isso, não só o Flamengo”, finalizou o dirigente.

QUER SER TITULAR – Prestes a completar 20 anos, Diego Maurício vive a melhor fase de sua carreira. Constantemente assediado por clubes europeus, por pouco não deixou o Rio de Janeiro para começar uma nova vida na Ucrânia. O Shaktar Donetsk (UCR) ofereceu uma proposta milionária para tirar a jovem revelação do Flamengo, recusada pelos dirigentes do clube rubro-negro. O jogador não esconde que vive a expectativa por mais oportunidades no time titular neste Campeonato Brasileiro.

“Estou na melhor forma física, me sentindo muito bem. Não vou ser hipócrita. Quero ser titular sim, quero jogar, mas depende da posição do Vanderlei (Luxemburgo). Vou sempre estar disposto a ajudar o Flamengo a sair vitorioso. É difícil para eu falar, mas eu acho que estou merecendo, sim (uma vaga no time titular), mas respeito os companheiros que estão jogando e respeito o comando do Vanderlei”, explicou Diego Maurício.

Desde que voltou do Peru com a Seleção Brasileira Sub-20, em meados de fevereiro, Diego Maurício só entrou de titular na primeira partida contra o Horizonte (CE), válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Desde então, o Flamengo jogou 19 partidas e, em 12 delas, o técnico Vanderlei Luxemburgo utilizou o atacante no decorrer dos jogos. Foram três gols e duas assistências.

Parte dos torcedores julga que o jovem atacante está merecendo uma vaga no time titular. Na maioria das vezes, ele entra e melhora o ataque. Como na estreia do time no Brasileiro, contra o Avaí, quando entrou nos minutos finais e fez o quarto gol da vitória por 4 a 0. No último jogo, contra o Bahia, no domingo passado, ele entrou no fim da partida, melhorou o ataque e deu a assistência para Egídio virar o placar no estádio Pituaçu.

fonte: Diário de Cuiabá