Brasil tem metade dos voos domésticos atrasados

Passageiros em todo o país continuam enfrentando atrasos e cancelamentos em aeroportos de todo o país neste fim de semana. Segundo o boletim da Infraero de 0h deste domingo, de 2.170 voos domésticos programados, 1.065, o equivalente a 49,1%, estavam atrasados. Outros 282 foram cancelados (13%). Durante a manhã do sábado, os aeroportos de Guarulhos, …

12/06/2011 09:47



Passageiros em todo o país continuam enfrentando atrasos e cancelamentos em aeroportos de todo o país neste fim de semana. Segundo o boletim da Infraero de 0h deste domingo, de 2.170 voos domésticos programados, 1.065, o equivalente a 49,1%, estavam atrasados. Outros 282 foram cancelados (13%). Durante a manhã do sábado, os aeroportos de Guarulhos, Congonhas, Curitiba e Brasília ficaram fechados por uma hora em razão de problemas meteorológicos, como nevoeiro. A retomada de voos cancelados ontem também congestionou os aeroportos.

O leitor mineiro Daniel Quintela, que tentava voltar para casa em Belo Horizonte depois de uma viagem a trabalho em Manaus, foi um dos que enfrentaram atrasos. Segundo ele, o Boeing da Gol em que estava e que tinha conexão prevista em Brasília e não conseguiu aterrissar por falta de teto e acabou rumando para o Galeão, no Rio de Janeiro. A viagem que começou durante a madrugada e que estava prevista para terminar em Belo Horizonte, às 9h30, acabou às 11h, no Galeão.

Quintela se queixou da alimentação recebida à bordo apesar das horas a mais de voo. “Os passageiros do avião, que estava repleto de crianças que iriam se submeter a tratamento para leucemia, receberam apenas duas bolachas e um saco de biscoito”, queixa-se. Com nova previsão de embarcar para Belo Horizonte às 19h30 deste sábado, ele preferiu alugar um carro e dirigir até a capital mineira junto com outros dois passageiros do voo. “Foi um tratamento precário, uma alimentação precária. Provavelmente a Gol não teria me dado almoço”, reclama. “É uma situação grave, imagina quando chegar a Copa, vai ser um salve-se quem puder”, acrescenta.

No Rio, passageiros enfrentavam atrasos no Galeão, onde 48 voos tinham atrasos (43,2%) e outros 13 haviam sido cancelados. Já no Santos Dumont, 36 estavam fora do horário e outros 22 tinham sido suspensos. Entre os voos internacionais, 36,3% deles (ou 57) contavam mais de 30 minutos de atraso e outros 17 foram cancelados em aeroportos de todo o país. No início da noite de sexta-feira, companhias aéreas começaram a retomar voos no Brasil após cancelamentos causados pela nuvem de cinzas expelidas pelo vulcão chileno Puyehue-Cordón Caulle.

Fonte:Agencia Globo