Paquistão: explosões matam dezenas

Pelo menos 70 pessoas morreram e mais de uma centena ficaram feridas – várias delas em estado crítico – na sequência de duas explosões num mercado da cidade paquistanesa de Peshawar, no norte do país, disseram fontes de segurança citadas pela agência AP. Segundo a AP, uma das explosões foi causada por um bombista suicida, …

12/06/2011 09:45



Pelo menos 70 pessoas morreram e mais de uma centena ficaram feridas – várias delas em estado crítico – na sequência de duas explosões num mercado da cidade paquistanesa de Peshawar, no norte do país, disseram fontes de segurança citadas pela agência AP.
Segundo a AP, uma das explosões foi causada por um bombista suicida, que se fez explodir numa zona da cidade onde se situam vários escritórios políticos e residências militares.
O primeiro dos rebentamentos foi de baixa intensidade, mas suficiente para que acorressem ao local polícia e equipas de resgate.
Minutos depois, registou-se uma violenta explosão, que causou um elevado número de vítimas.
Uma fonte policial disse à agência que esta segunda explosão foi causada por um bombista suicida, que tinha numa motorizada 10 quilogramas de explosivos.
Este ataque não foi reivindicado, até agora, por qualquer grupo, apesar dos talibã paquistaneses terem jurado vingança pela morte do líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden, no mês passado, às mãos de forças especiais dos EUA.
Este ataque acontece no segundo dia de visita ao Paquistão do director da CIA, Leon Panetta, que se encontrou este sábado com o presidente afegão, Hamid Karzai, em Islamabad (a 150 quilómeotros de Peshawar) e ainda com responsáveis dos serviços de inteligência paquistaneses.
Esta é uma região muito volátil em termos de segurança onde se teme que possa haver um aumento de atentados por parte de grupos ligados à Al Qaeda, depois da morte do líder da organização terrorista.

Fonte:IOL