Programa ‘Agecopa Itinerante’ detalhará obras e projetos às comunidades em Cuiabá e em Várzea Grande

Para compartilhar informações com a sociedade sobre os projetos de preparação de Cuiabá e Várzea Grande para a Copa do Mundo de 2014, o programa “Agecopa Itinerante” terá início na segunda quinzena de julho. Idealizado pelo presidente da autarquia, Eder Moraes, a iniciativa prevê apresentações, palestras e ações realizadas em um dia de evento nos …

25/06/2011 11:54



Para compartilhar informações com a sociedade sobre os projetos de preparação de Cuiabá e Várzea Grande para a Copa do Mundo de 2014, o programa “Agecopa Itinerante” terá início na segunda quinzena de julho. Idealizado pelo presidente da autarquia, Eder Moraes, a iniciativa prevê apresentações, palestras e ações realizadas em um dia de evento nos bairros que integram as áreas afetadas pelas obras do Mundial.

“É muito importante que as comunidades estejam bem informadas acerca das intervenções previstas para as duas cidades, e principalmente para a região em que moram. Levar toda a diretoria da Agecopa e também os técnicos da autarquia para ouvir a população, e dar a ela uma satisfação, são fundamentais para o sucesso do nosso trabalho como gestores públicos”, disse o presidente.

Desde abril na presidência da autarquia, Eder Moraes explicou que primeiro estava se inteirando de todos os procedimentos em andamento na Agecopa, e agora em um segundo momento já reuniu as informações para dar esclarecimentos a todos os segmentos sociais. “A Agecopa tem de ser o canal oficial pelo qual as pessoas se informarão sobre as obras e projetos da Copa em Mato Grosso”, defendeu.

As ações explicativas e educativas terão como foco o movimento comunitário, escolas, universidades, clubes de sérvios, federações e ligas esportivas. O gerente de Cultura da Agecopa, Caio Ferreira, destacou que as visitas da diretoria da Agecopa aos bairros contarão com painéis educativos, exibição de vídeos sobre a importância da Copa e as potencialidades de Mato Grosso, gincanas estudantis, campanhas ambientais e atividades recreativas.

“Historiadores, engenheiros de tráfego, profissionais ligados ao Turismo e uma série de outros segmentos serão representados no “Agecopa Itinerante”, para que a população possa tirar dúvidas em relação a Copa do Mundo de 2014”, pontuou Ferreira. O presidente da Agecopa frisou que o “mutirão” terá como foco conscientizar os moradores de Cuiabá e Várzea Grande sobre a importância da Copa do Mundo para o Estado.

Um estudo realizado em maio pelo Instituto Voice Pesquisas, apontou que 48% da população conhece parcialmente os projetos que estão sendo desenvolvidos em prol do Mundial. Enquanto 49,2% dos cuiabanos têm acompanhado os trabalhos da autarquia, o percentual entre os várzea-grandenses cai para 40%.

“Está na hora de mudarmos esse quadro. O “Agecopa Itinerante” foi o caminho encontrado para criarmos um canal direto com a população. Muitos projetos ainda estão em definição e isso será explicado também durante as reuniões. Apesar de não ser possível parar os trabalhos a todo minuto para prestar informações, acompanhadas pelo Conselho da Copa e em audiência quadrimestral na Assembleia Legislativa, fazemos questão de esclarecer os projetos a todos”, disse Moraes. A pesquisa apontou ainda que os temas que geram maior interesse popular são mobilidade urbana, sendo considerado o mais importante por 27% da população, e a Arena Pantanal, escolhida como prioritária por 25,8% dos entrevistados.

Centro de Treinamento do CPA

A divulgação do ‘Agecopa Itinerante’ aconteceu após uma reunião realizada na manhã desta sexta-feira (24.06) entre o presidente da Agecopa, Eder Moraes, o senador Pedro Taques, o vereador Adevair Cabral e representantes do movimento comunitário do CPA I.

Eder Moraes explicou aos moradores da região que a Agecopa cogita a possibilidade de implantar o Centro de Treinamento, transferido do bairro Morada do Ouro, em duas áreas. Uma delas seria aonde funciona hoje a Associação dos Servidores Públicos do Estado (Aspemat). “Na terça-feira me reunirei com os servidores públicos responsáveis pela área para a definição. Tudo será feito em comum acordo com os moradores do CPA”.

O projeto incluiria a revitalização do local onde funciona hoje o Terminal de Integração do CPA I. O terminal será transferido para o terreno em frente do Batalhão da Polícia Militar, localizado na avenida Rubens de Mendonça. Caso as instalações não sejam construídas na área da Aspemat, a Agecopa também cogita a possibilidade de implantar o Centro de Treinamento na área onde hoje está o Terminal de transporte coletivo.

“Essa é uma oportunidade única para que o CPA passe por uma reformulação estrutural”, disse Taques. Por sugestão de Eder Moraes, a Associação dos Moradores do CPA I criará uma comissão, com um representante da Câmara dos Vereadores, para discutir e acompanhar os projetos da Copa que beneficiam o bairro. Três Centros de Treinamento serão construídos para a Copa do Mundo, dois em Cuiabá e um em Várzea Grande.

Fonte: Secom/ MT