Sistema Único de Saúde terá pela primeira vez metas de atendimento

O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, pela primeira vez, indicadores específicos na área de saúde e irá punir, ou premiar, quem não cumprir as metas. Uma cidade poderá, por exemplo, ter a meta de atender 100 cirurgias de catarata por mês, sendo as situações e os números de atendimento variáveis de acordo com a …

30/06/2011 11:43



O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, pela primeira vez, indicadores específicos na área de saúde e irá punir, ou premiar, quem não cumprir as metas. Uma cidade poderá, por exemplo, ter a meta de atender 100 cirurgias de catarata por mês, sendo as situações e os números de atendimento variáveis de acordo com a localidade. Além disso, o decreto presidencial  estabelece as obrigações e os papéis do governo federal, estaduais e municipais.

Segundo André Bonifácio, diretor do Departamento de Administração Interfederativa do Ministério da Saúde, a intenção é organizar o SUS, melhorando o acesso dos usuários. “Vamos montar um indicador de garantia de acesso para ver em quais situações o paciente não está sendo atendido e resolver a situação”, prometeu . O Ministério da Saúde pretende organizar políticas de atendimento de acordo com as condições sociais e econômicas de cada região.

O secretário de Saúde do Estado, Jorge Solla, explicou que a Bahia tem 28 micro regiões e que já cumpre muitas metas “como nos programas de vacinação, nas redes de alta complexidade e na atenção básica”. Ainda não há previsão para a assinatura dos Contratos de Ação Pública na Bahia, que estabelece as obrigações de cada uma das 28 regiões. Mas Solla assegura que os Colegiados de Gestão estão prontos para começar a atuar.

Fonte:Correio24Horas