Dilma convida mas Blairo está “resistindo” a assumir ministério

A presidente Dilma formalizou convite para o senador e ex-governador de Mato Grosso Blairo Maggi (PR) ser ministro dos Transportes. No final da tarde, Blairo começou a conversar com senadores e deputados do partido sobre o assunto. consultas.  Ele começou a consulta pelo ex-ministro Alfredo Nascimento, a quem levou a informação de que, caso ele …

08/07/2011 09:16



A presidente Dilma formalizou convite para o senador e ex-governador de Mato Grosso Blairo Maggi (PR) ser ministro dos Transportes. No final da tarde, Blairo começou a conversar com senadores e deputados do partido sobre o assunto. consultas.  Ele começou a consulta pelo ex-ministro Alfredo Nascimento, a quem levou a informação de que, caso ele não aceite o ministro interino Paulo Sérgio Passos, que é secretário-executivo do ministério desde a gestão de Fernando Henrique Cardoso, será efetivado. Passos é filiado ao PR.

Blairo disse, inicialmente, para alguns aliados, que não gostaria de assumir devido a seus compromissos também com seu grupo empresarial que tem cerca de 5 mil familiares, financiamentos com instituições públicas e também não digiriu totalmente o cartão vermelho dado a seu afilhado Luiz Pagot. O Palácio do Planalto anunciou que Pagot será demitido assim que voltar de férias. Blairo deve responder o convite de Dilma na próxima 4ª feira porque, na 3ª, Pagot vai a uma comissão no Senado rebater denúncias da Veja que estaria supostamente envolvido nos casos de corrupção – direcionamento de licitações e obras em troca de propina. Pagot nega.

Se Blairo assumir, Mato Grosso passa a ter um dos cargos mais cobiçados no governo federal. Até agora, Luiz Pagot ocupava a função mais expressiva, que era a diretoria geral do DNIT.

De acordo com o Estadão, a presidente informou ao senador Maggi, segundo esses interlocutores, que não está disposta a aceitar nenhuma indicação da bancada da Câmara porque quer “extirpar” a influência do deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP) sobre a estrutura do ministério dos Transportes, uma vez que seu nome está ligado às denúncias de irregularidades vinculadas à pasta.

fonte: Só Notícias