Mano esconde o jogo dos paraguaios

Ao contrário do que fez na semana passada, quando confirmou antecipadamente a equipe titular para o duelo contra a Venezuela, o técnico da seleção, Mano Menezes, se negou ontem a divulgar o time que começará a partida diante do Paraguai, amanhã, pela segunda rodada do grupo B da Copa América. “Trabalhamos variações, mas dicidirei antes …

08/07/2011 09:33



Ao contrário do que fez na semana passada, quando confirmou antecipadamente a equipe titular para o duelo contra a Venezuela, o técnico da seleção, Mano Menezes, se negou ontem a divulgar o time que começará a partida diante do Paraguai, amanhã, pela segunda rodada do grupo B da Copa América.

“Trabalhamos variações, mas dicidirei antes do jogo. Considero que a permanência ou a saída de um jogador depende da parte coletiva. Não posso fazer ou deixar de fazer uma mudança de maneira forçada porque as pessoas de fora considerem que devo fazer”, disse Mano em entrevista coletiva ao responder se pretende tirar Robinho.

O atacante do Milan foi um dos mais criticados pela atuação apagada diante dos venezuelanos e foi vaiado ao ser substituído por Fred no segundo tempo.

Sobre o confronto diante dos paraguaios, Mano disse que espera que o futebol do Brasil seja melhor que no empate sem gols da estreia.

“Gostei muito dos primeiros 30 minutos contra a Venezuela. Jogamos como nos propusemos, com movimentação, velocidade, desenvoltura e recuperação no campo do adversário, e criamos muitas chances de gol. Quero que a seleção faça isto durante mais tempo na próxima partida”, comentou.

O treinador afirmou também que acredita que as especulações sobre o futuro do atacante Neymar, que poderia se transferir para o Real Madrid, não afetarão seu rendimento amanhã.

“Cada jogador reage de uma maneira. Não notei nenhum tipo de comportamento negativo em Neymar”, destacou Mano, que garantiu que os atletas estão focados para enfrentar o Paraguai.

Por fim, o técnico da seleção comentou o empate em 0 a 0 entre a anfitriã Argentina e a Colômbia nesta quarta-feira e destacou que o favoritismo nem sempre é confirmado dentro de campo.

“A Argentina esteve muito mais perto da derrota que da vitória. A Colômbia fez uma grande partida, e os argentinos terão que esperar uma mais rodada”, declarou.

Assim, a tendência é o Brasil entrar em campo no sábado, às 16h, com: Julio Cesar; Daniel Alves, Lucio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires (Elano) e Paulo Henrique Ganso; Robinho (Lucas), Neymar e Pato.

fonte: Diário de cuiabá