Mato Grosso participa do 15º Congresso Brasileiro de Folclore em São Paulo

Mestres do folclore, pesquisadores e representantes da cultura popular de todos os cantos do país estarão reunidos entre os dias 11 e 15 de julho, em São José dos Campos (SP), para transmitirem o seu saber para “consumidores” ávidos por este aprendizado. Trata-se do XV Congresso Brasileiro de Folclore, que tem como tema “História e …

12/07/2011 09:09



Mestres do folclore, pesquisadores e representantes da cultura popular de todos os cantos do país estarão reunidos entre os dias 11 e 15 de julho, em São José dos Campos (SP), para transmitirem o seu saber para “consumidores” ávidos por este aprendizado. Trata-se do XV Congresso Brasileiro de Folclore, que tem como tema “História e Folclore: caminhos que se entrecruzam”.

Paralelamente às atividades do Congresso, o Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC/MinC) realiza, entre os dias 11 e 13, reunião extraordinária do Colegiado Setorial de Culturas Populares. O congresso tem como objetivo promover o reconhecimento e a valorização da diversidade cultural brasileira. Para isso conta com abordagens transdisciplinares visando a atualização, diversificação e entrecruzamento de estudos e pesquisas, que investigam as peculiaridades das culturas populares e tradicionais.

Para representar as principais manifestações da cultura popular do Estado de Mato Grosso, o Siriri e o Cururu, a Secretaria de Estado de Cultura indicou a participação da presidente da Federação Matogrossense de Cururu e Siriri, Terezinha Quilombola e representando a coordenação de Patrimônio Histórico da SEC, Maria José.

Na manhã do dia 12, após a conferência magna do Presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/MinC), acontece a mesa redonda “Políticas públicas para o patrimônio imaterial brasileiro”. Durante a ocasião, as representantes de Mato Grosso irão apresentar o processo de desenvolvimento do Cururu e do Siriri, abordando desde os ensaios no fundo dos quintais, a transmissão da cultura, que é passada de uma geração para outra. Segundo Terezinha Quilombola, a participação neste congresso é de suma importância para difusão e valorização da cultura mato-grossense a nível do Brasil.

De acordo com a Comissão Nacional do Folclore, o XV congresso Brasileiro de Folclore espera favorecer, nesses caminhos e conhecimentos em especial sobre temas como religiosidade, políticas públicas, patrimônio imaterial, gastronomia tradicional, folclore e turismo, festas e folguedos populares, música, medicina e literatura tradicional, estabelecendo ainda diálogos sobre estes saberes como pratica educacional.

O evento é patrocinado pelo Governo do Estado de São Paulo e tem apoio do IPHAN/MinC. A programação completa está disponível no site do Congresso.

fonte: Secom