Liquidacentro começa nesta quarta em Cuiabá

Nesta quarta-feira (13), o centro de Cuiabá vai se transformar em um shopping ao ar livre, com a abertura do Liquidacentro 2011. Para os comerciantes, o evento surge como oportunidade de alavancar as vendas e renovar o estoque, através de publicidade cooperada. Por outro lado, os consumidores também aproveitam com a intenção de economizar o …

13/07/2011 10:04



Nesta quarta-feira (13), o centro de Cuiabá vai se transformar em um shopping ao ar livre, com a abertura do Liquidacentro 2011. Para os comerciantes, o evento surge como oportunidade de alavancar as vendas e renovar o estoque, através de publicidade cooperada. Por outro lado, os consumidores também aproveitam com a intenção de economizar o máximo possível.

“Com parte do 13º salário e férias escolares, o Liquidacentro dará a chance aos empresários para liquidar os produtos e aquecer o comércio”, reforça Roberto Peron, presidente do Sindicato Intermunicipal de Tecidos, Confecções e Armarinhos do Estado de Mato Grosso – Sincotec/MT.

Os descontos oferecidos durante o período em que o Liquidacentro é promovido variam e podem chegar até os 70%. Nesta edição de 2011 serão quatro dias de liquidação, ou seja, o encerramento será no sábado, 16.

Mais uma vez o evento conta com a segurança reforçada com mais policias nas ruas devido ao público, que é bastante volumoso e diversificado com adultos, adolescentes, idosos e crianças. Como o tema do Liquidacentro é ‘Liquidação com Diversão’ serão instalados, em pontos estratégicos, brinquedos infantis, como cama elástica, escorregador e piscina de bolinhas, dentre outros, são mais de 30 brinquedos. Os ingressos dos brinquedos são gratuitos e poderão ser retirados nas lojas identificadas.

Mais 100 mil pessoas/dia estão sendo esperadas. A previsão é de que nesta edição as vendas cresça mais que 10% em comparação ao mesmo período do ano passado. Entretanto, Perón destaca que a prefeitura fará fiscalização, pois as lojas que não foram cadastradas pela coordenadoria do Sincotec serão proibidas de expor mercadorias em suas portas. “As tendas e produtos que estiverem na rua terão de possuir o alvará de permissão para isso, sob pena de multa e contamos com o apoio dos fiscais da prefeitura nessa supervisão”, explicou.

fonte: Gazeta digital