Brasil comprou 7 milhões de toneladas de queijo entre janeiro e março

Sendo que este ano as importações do produto começaram muito acima do mesmo período no ano passado. Entre os meses de janeiro e março foram quase 7 milhões de toneladas importadas contra 1,5 milhão de toneladas em 2010. A quantidade de opções em queijos desperta a atenção e estimula o consumo. A Royal Empório, localizada …

15/07/2011 10:20



Sendo que este ano as importações do produto começaram muito acima do mesmo período no ano passado. Entre os meses de janeiro e março foram quase 7 milhões de toneladas importadas contra 1,5 milhão de toneladas em 2010.

A quantidade de opções em queijos desperta a atenção e estimula o consumo. A Royal Empório, localizada no Mercado Distrital do Cruzeiro, mantém uma cave de queijos com mais de 50 marcas e 100 tipos diferentes, vindos de países como Holanda, Itália, Argentina, França e Portugal, além de marcas nacionais.

Segundo o sócio diretor da loja, João Maurício Morais, nos últimos anos, com a queda do dólar e o aumento do poder aquisitivo do brasileiro, a loja investiu na diversificação do mix com produtos diferenciados como queijo italiano, parmesão Prima Dona holandês, Brie francês e Emmental suíço, abrindo o leque para o consumidor. “A ampliação do mix repercutiu imediatamente nas vendas de queijos, gerando um crescimento de 17%. Nos primeiros meses de 2011, já registramos uma elevação de 5% nas vendas em comparação ao mesmo período no ano passado”, informa.

Compra de queijos estrangeiros aumenta 93% e preocupa produtores

Fabricação de queijos finos está em plena expansão O enólogo e gerente de uma loja de vinhos, Lisandro Neis, afirma que esse crescimento segue a tendência da procura por produtos com maior valor agregado e tem sido observada no cotidiano. “O queijo é um alimento com opções variadas de sabor e grande quantidade de nutrientes, garantindo maior enriquecimento nutritivo na mesa, além de ser um ingrediente interessante para a gastronomia”, destaca.

fonte: midia News