Música será disciplina obrigatória a partir de agosto

Escolas públicas e privadas de todo o Brasil deverão incluir o ensino de Música na grade curricular no segundo semestre. A exigência surgiu com a Lei nº 11.769, sancionada pelo presidente Lula em 18 de agosto de 2008, que determina que a Música deverá ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica (que engloba Educação …

26/07/2011 09:52



Escolas públicas e privadas de todo o Brasil deverão incluir o ensino de Música na grade curricular no segundo semestre. A exigência surgiu com a Lei nº 11.769, sancionada pelo presidente Lula em 18 de agosto de 2008, que determina que a Música deverá ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica (que engloba Educação Infantil e o Ensino Fundamental). A Lei também diz que o prazo máximo para as instituições adequarem-se à determinação é 18 de agosto de 2011.

O MEC recomenda que, além das noções básicas de música, dos cantos cívicos nacionais e dos sons de instrumentos de orquestra, os alunos aprendam cantos, ritmos, danças e sons de instrumentos regionais e folclóricos para, assim, conhecerem a diversidade cultural do Brasil. Contudo, a lei não especifica conteúdos, o que proporciona às escolas autonomia para decidir o que será trabalhado.

Município

A supervisora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), Santa Diamantina, informou que, até o momento, o município conta com apenas uma professora formada em música. Segundo ela, inicialmente, a professora Marisa Saad receberá os alunos na Escola de Belas Artes Heitor de Lemos (Ebahl) para ministrar as aulas, “será uma atividade dentro da disciplina de educação artística”, enfatizou. Para a locomoção dos estudantes, a unidade de Cultura da Smec disponibilizará um ônibus. “Nós iremos começar este trabalho com quatro escolas do município; para o outro semestre, pretendemos instruir os professores, através da Marisa, a trabalharem a música dentro das suas disciplinas”, disse. De acordo com a supervisora, a inclusão da música na educação básica é super importante, pois contribui para a formação cultural da criança que será a sociedade de amanhã. A supervisora, contudo, não mencionou a intenção de contratar novos professores.

Estado

A coordenadora adjunta da 18ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Denise Marques, informou que a Secretaria da Educação do RS (Seduc) convocou os setores pedagógicos das coordenadorias de educação do Estado para uma reunião que tratará da inserção da música nas escolas nos dias 17 e 18 de agosto. Segundo ela, poderá haver concurso público para a contratação de professores de música.

Particulares

O músico José Daniel Telles dos Santos desenvolve oficinas de violão e aulas de musicalização infantil no Colégio Salesiano Leão XIII para alunos de pré-escola a 4ª série, há quatro anos. Segundo ele, as aulas são descontraídas, com brincadeiras de ritmo em grupos, tirando sons de instrumentos feitos com material reciclado, com jogos de memória, entre outros. Ele também trabalha o canto e as técnicas de respiração com os pequenos. Nas aulas, Daniel contou que são utilizados diferentes estilos musicais e especialmente músicas do folclore. “O objetivo não é formar músicos, mas contribuir para a formação integral do aluno”, disse. “Através da música, a criança desenvolve muito a sensibilidade, o trabalho em grupo e as boas noções de relações humanas, raramente a criança que aprende música vai colocar as mãos em uma arma no futuro”, afirmou.

Para Daniel, a nova proposta dará mais notoriedade ao professor de música, ele também aposta na necessidade da criação de um curso de música na Furg, “Em Rio Grande temos poucos professores de música com nível superior, são cerca de 10 profissionais para 70 escolas”, opinou o profissional que é bacharel em violão pela Universidade Federal de Pelotas.

Fonte:Jornalagora