Valor da produção está estimado em R$ 283 bi

O dado faz parte da revisão de levantamento realizado em junho pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo a CNA, a melhora no desempenho é resultado, principalmente, da alta dos preços das commodities, a qual estimulou o aumento da área plantada e da produção no país. O VBP da agricultura está projetado …

30/07/2011 11:04



O dado faz parte da revisão de levantamento realizado em junho pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo a CNA, a melhora no desempenho é resultado, principalmente, da alta dos preços das commodities, a qual estimulou o aumento da área plantada e da produção no país.

O VBP da agricultura está projetado em R$ 175,7 bilhões, crescimento de 9,7% em relação aos R$ 160,3 bilhões do ano anterior. Dentre os produtos com maior representatividade na cesta agrícola, o que apresenta maior crescimento é o algodão, cuja área plantada cresceu 66,4%. O setor espera faturar R$ 4,9 bilhões em 2011, o que representa um crescimento de 63,5% em relação aos R$ 3 bilhões de 2010. Os técnicos da CNA ressaltam que a queda dos preços apresentada desde março de 2011 pode reduzir o faturamento da cadeia produtiva da fibra.

A atual conjuntura de preços, 6,5% acima dos observados em 2010, deve garantir aos produtores de soja receita de R$ 49,9 bilhões, representando crescimento de 16,4% em comparação com R$ 42,9 bilhões angariados em 2010. Já os preços médios do milho subiram 28,9%, permitindo que o setor receba um faturamento de R$ 21,6 bilhões que, quando comparados aos R$ 16,4 bilhões de 2010, representam aumento de 31,4%.

Os produtores de café devem ter faturamento de R$ 18,7 bilhões, alta de 29,2% quando comparado com 2010. Isto se deve principalmente à elevação de 42,7% dos preços internos em relação ao ano passado, a qual ocorreu em virtude da escassez de produto tanto no Brasil como no mundo, informa a CNA. O valor bruto da cana-de-açúcar esperado para 2011 é de R$ 27,5 bilhões, o que representa uma queda de 9,5% em relação a 2010, quando o setor teve faturamento de R$ 30,4 bilhões. Conforme a CNA, a queda é explicada pela contração de 5,6% na produção, em virtude das características de produção, como renovação dos canaviais, além da deflação de 4,2% dos preços médios reais, apesar da pouca oferta do produto.

A pecuária brasileira deve faturar R$ 108,2 bilhões em 2011, crescendo cerca de 10,5% em relação a 2010 (R$ 97,9 bilhões). Conforme os técnicos da CNA, no geral, todas as cadeias produtivas apresentam crescimento na produção, que foi estimulado pela alta dos preços, principalmente de boi gordo e suínos, no segundo semestre de 2010. No entanto, observa a CNA, uma retração nos preços ocorre desde março de 2011, como reflexo do excesso de oferta no mercado, podendo reduzir o faturamento do setor.

Fonte:Portaldoagronegócio