Governo de Mato Grosso participa de teleconferência nacional do ‘Brasil Sem Miséria’ nesta segunda-feira

O Governo do Estado de Mato Grosso irá participar nesta segunda-feira (08.08) da teleconferência nacional de mobilização do Plano Brasil Sem Miséria, às 13h, na Sala de Reunião Garcia Neto, no Palácio Paiaguás. O evento vai contar com a presença do governador Silval Barbosa, secretários de Estado e demais autoridades. A teleconferência é uma realização …

06/08/2011 20:13



O Governo do Estado de Mato Grosso irá participar nesta segunda-feira (08.08) da teleconferência nacional de mobilização do Plano Brasil Sem Miséria, às 13h, na Sala de Reunião Garcia Neto, no Palácio Paiaguás. O evento vai contar com a presença do governador Silval Barbosa, secretários de Estado e demais autoridades.
A teleconferência é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e terá o objetivo de compartilhar informações e acolher sugestões dos Estados e Municípios para o Plano Brasil Sem Miséria.
Os gestores ministeriais, estaduais e municipais de todo o país participarão dessa teleconferência. A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, vai explicar as ações do Plano, que tem como finalidade elevar a renda e as condições de bem-estar dos 16 milhões de brasileiros que vivem na extrema pobreza.
Em Mato Grosso, o Plano é coordenado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) e tem articulação da Casa Civil para a participação das demais Secretarias de Estado. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, José Lacerda, o Plano Brasil Sem Miséria vem englobar ações em diferentes segmentos sociais.
“É imprescindível a inserção da população mato-grossense neste processo de desenvolvimento estadual, uma vez que irá incluir tanto a população no campo como na cidade”, disse Lacerda, ressaltando que o Estado vive um processo de ascensão social sem precedentes.
A meta do Plano Brasil Sem Miséria é beneficiar pessoas onde a renda familiar, dividida por seus membros, é inferior a R$ 70 por pessoa. O plano adiciona transferência de renda, acesso a serviços públicos nas áreas de educação, saúde, assistência social, inclusão produtiva, saneamento e energia elétrica.
A primeira-dama e secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa, destacou que o Plano Brasil Sem Miséria apresenta as linhas de ações de superação da extrema pobreza no país. “Esse Plano lançado pelo Governo Federal visa elevar a renda e as condições de bem-estar da população de extrema pobreza”, declarou a secretária, enfatizando que o Plano Nacional para Superação da Extrema Pobreza ‘Brasil Sem Miséria foi lançado no mês de junho deste ano pela presidenta Dilma Rousseff.
Com um conjunto de ações que envolvem a criação de novos programas e a ampliação de iniciativas já existentes, em parceria com estados, municípios, empresas públicas e privadas e organizações da sociedade civil, o Governo Federal quer incluir a população mais pobre nas oportunidades geradas pelo forte crescimento econômico brasileiro.
SERVIÇOS
O QUE: Teleconferência nacional de mobilização do Plano Brasil Sem Miséria
QUANDO: Segunda-feira (08.08)
HORÁRIO: 13h
ONDE: Sala de Reuniões Garcia Neto, no Palácio Paiaguás
Fonte: Secom

O Governo do Estado de Mato Grosso irá participar nesta segunda-feira (08.08) da teleconferência nacional de mobilização do Plano Brasil Sem Miséria, às 13h, na Sala de Reunião Garcia Neto, no Palácio Paiaguás. O evento vai contar com a presença do governador Silval Barbosa, secretários de Estado e demais autoridades. A teleconferência é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e terá o objetivo de compartilhar informações e acolher sugestões dos Estados e Municípios para o Plano Brasil Sem Miséria.
Os gestores ministeriais, estaduais e municipais de todo o país participarão dessa teleconferência. A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, vai explicar as ações do Plano, que tem como finalidade elevar a renda e as condições de bem-estar dos 16 milhões de brasileiros que vivem na extrema pobreza.
Em Mato Grosso, o Plano é coordenado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) e tem articulação da Casa Civil para a participação das demais Secretarias de Estado. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, José Lacerda, o Plano Brasil Sem Miséria vem englobar ações em diferentes segmentos sociais.
“É imprescindível a inserção da população mato-grossense neste processo de desenvolvimento estadual, uma vez que irá incluir tanto a população no campo como na cidade”, disse Lacerda, ressaltando que o Estado vive um processo de ascensão social sem precedentes.
A meta do Plano Brasil Sem Miséria é beneficiar pessoas onde a renda familiar, dividida por seus membros, é inferior a R$ 70 por pessoa. O plano adiciona transferência de renda, acesso a serviços públicos nas áreas de educação, saúde, assistência social, inclusão produtiva, saneamento e energia elétrica.
A primeira-dama e secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa, destacou que o Plano Brasil Sem Miséria apresenta as linhas de ações de superação da extrema pobreza no país. “Esse Plano lançado pelo Governo Federal visa elevar a renda e as condições de bem-estar da população de extrema pobreza”, declarou a secretária, enfatizando que o Plano Nacional para Superação da Extrema Pobreza ‘Brasil Sem Miséria foi lançado no mês de junho deste ano pela presidenta Dilma Rousseff.
Com um conjunto de ações que envolvem a criação de novos programas e a ampliação de iniciativas já existentes, em parceria com estados, municípios, empresas públicas e privadas e organizações da sociedade civil, o Governo Federal quer incluir a população mais pobre nas oportunidades geradas pelo forte crescimento econômico brasileiro.
SERVIÇOS
O QUE: Teleconferência nacional de mobilização do Plano Brasil Sem MisériaQUANDO: Segunda-feira (08.08)HORÁRIO: 13hONDE: Sala de Reuniões Garcia Neto, no Palácio Paiaguás

Fonte: Secom