Riva pede estudos para instituir fundo de incentivo à energia solar

Para inserir Mato Grosso num processo tecnológico moderno, eficiente e economicamente sustentável, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, solicitou ao Governo do Estado estudos técnicos sobre energia solar. O resultado da pesquisa deverá resultar num projeto de lei que institua a Política Estadual de Incentivo à Energia Solar, dando suporte adequado à instalação …

12/09/2011 10:44



Para inserir Mato Grosso num processo tecnológico moderno, eficiente e economicamente sustentável, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, solicitou ao Governo do Estado estudos técnicos sobre energia solar. O resultado da pesquisa deverá resultar num projeto de lei que institua a Política Estadual de Incentivo à Energia Solar, dando suporte adequado à instalação e manutenção de usinas e empresas produtoras de equipamentos solares, destinados à produção desse tipo de energia, que é renovável e considerada limpa por não agredir o meio ambiente.

Riva destaca que embora seja nova no mercado, a energia solar é uma forte tendência no Brasil, pelo clima tropical, com sol praticamente o ano inteiro, especialmente, em Mato Grosso onde é comum os termômetros marcarem 40 graus. E cita que, mesmo sem a intensidade do clima brasileiro, países europeus e asiáticos já adotaram essa prática. A Alemanha é considerada o país com o mais bem sucedido mecanismo de incentivo às fontes renováveis de energia.

“A indicação mostra a necessidade de o Governo enviar ao Poder Legislativo uma mensagem com projeto de lei elaborado por uma comissão especial para instituirmos em Mato Grosso normas que incentivem o uso da energia solar aumentando a sua capacidade de competitividade”, esclarece o presidente.

Dessa forma, a iniciativa poderá colocar o estado na vanguarda dessa tecnologia, pois, apesar das vantagens que oferece apenas Fortaleza já investiu nessa área com a implantação da primeira usina de energia solar do Brasil. Além disso, com a instituição de um fundo será possível incentivar o desenvolvimento do consumo e geração de energia solar. Um atrativo a mais para os investidores interessados nesse mercado promissor.

Fonte:AL/MT