Mato Grosso discute o tema ‘Recursos hídricos’ em encontro preparatório para a Rio + 20

21/10/2011 18:25



O governador Silval Barbosa participou, na manhã desta sexta-feira (21.10), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, do Ciclo de Palestras e Debates da Frente Parlamentar Ambientalista para a Rio + 20. O objetivo do evento é elaborar propostas que serão apresentadas durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável que acontecerá no Rio de Janeiro, de 04 a 06 de junho de 2012, sob a temática “Em busca de uma Economia Sustentável”.

Para o encontro da região Centro-Oeste, o tema escolhido foi “Recursos Hídricos”. Conforme o governador Silval Barbosa, discutir os temas ‘biomas’, ‘meio ambiente urbano’, ‘energia’, ‘segurança alimentar’ e ‘recursos hídricos’ é muito importante. “Não tem como falar de crescimento do Estado de Mato Grosso e verticalização da produção sem tratar destes assuntos”, afirmou o chefe do Executivo, explicando que a Rio + 20 permitirá uma avaliação da Eco 92, 20 anos depois.

Para Silval, as regiões precisam discutir os temas propostos pela Frente Parlamentar de forma criteriosa. “Falar sobre recursos hídricos é fundamental e relevante”, diz o governador, acrescentando que é preciso definir a legislação nacional para que os produtores saibam quais são suas obrigações. “Também é necessário acabar com o conflito de competências de legislações, pois, às vezes, uma confronta a outra”, fala Silval, enfatizando que Mato Grosso quer continuar produzindo, mas com sustentabilidade e responsabilidade ambiental. “É para isso que estamos trabalhando em projetos importantes, como a viabilização da nossa logística”, salientou o governador, referindo-se ao sistema de transporte no Estado.

Segundo o coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Federal Sarney Filho, a Rio + 20 será possivelmente o encontro internacional de chefes de Estado mais importante do século XXI. “Lá vão ser discutidos os parâmetros de desenvolvimento, de redução de gases do efeito estufa”, afirma o deputado, explicando que a “Economia Verde” é aquela que quer fazer a compatibilização entre desenvolvimento e sustentabilidade, permeado pelo combate à pobreza e a desigualdade. “Na Rio + 20, os países vão assumir compromissos”, destaca o deputado, afirmando que Mato Grosso é um dos estados que mais cresce no Brasil e que tem um potencial muito grande. “O crescimento sustentável é o ideal e o Estado está se enquadrando. Mato Grosso tem tudo a ver com recursos hídricos”.

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Vicente Falcão, informa que a participação da Sema na discussão sobre os recursos hídricos, como órgão que detém a base documental do Estado nesta área, é fundamental. “Quem vai subsidiar tecnicamente este debate é o governo de Mato Grosso, por meio da Sema”, destaca.

Estavam presentes no encontro o deputado federal Edson Giroto, o secretário de Estado de Comunicação Social, Osmar de Carvalho, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, o deputado estadual Sérgio Ricardo, entre outros deputados estaduais, e representantes da sociedade civil.

Programação

Dos cinco encontros regionais, o primeiro aconteceu em Manaus, região Norte, no dia 23 de setembro, e debateu o tema “Biomas”. O segundo nesta sexta-feira, em Mato Grosso, que representa a região Centro-Oeste, discutindo o tema “Recursos Hídricos”. O terceiro será na região Sudeste, em São Paulo, no dia 21 de novembro, com o tema “Meio Ambiente Urbano”. O quarto encontro será no dia 16 de dezembro, em Recife, na região Nordeste, com o tema “Energia”. Finalizando os encontros regionais, no dia 26 de janeiro de 2012, em Porto Alegre, na região Sul, será debatido o tema “Segurança Alimentar”.

Fonte:Secom/MT





Tags: