Turismo é o tema central do terceiro dia do Conatus 2011

25/10/2011 12:04



Prossegue no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, o II Congresso de Natureza, Turismo e Sustentabilidade (Conatus 2011). Nesta terça-feira (25.10), terceiro dia do evento, o tema central é Turismo. No total serão três palestras, além de duas mesas redondas e uma reunião paralela. Também está aberta a apresentação de trabalhos técnicos-cientificos sobre temas variados. A primeira palestra, na parte da manhã, tem como tema “A contribuição do turismo na preservação da natureza e na socioeconomia das nações: perspectiva histórica” . O palestrante é o professor José Luiz de Andrade Franco, da Universidade de Brasília (UnB).

José Luiz é historiador formado pela UnB, com pós-doutorado em Desenvolvimento Sustentável. Desde a sua formação se dedica a pesquisa nas áreas de História Ambiental, História da Cultura Brasileira, História da Ciência, Biologia da Conservação, Gestão de Áreas Protegidas e Desenvolvimento Sustentável. Atualmente, é professor adjunto do Departamento de História e do Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS), da Universidade de Brasília (UnB). Também é membro do Observatório de Unidades de Conservação e Políticas Ambientais e Sociais Conexas do CDS – UnB e do Centro de Estudos do Cerrado da UnB. É autor do livro Proteção à Natureza e Identidade Nacional no Brasil: anos 1920-1940 e de O Estado das Áreas Protegidas no Brasil – 2005, além de vários artigos sobre história da conservação da natureza no Brasil e gestão de áreas protegidas.

A seguir o representante do Fundo Estratégico de Conservação, Marcos Amend fala sobre os “Aspectos econômicos (sociais e privados) do turismo de natureza”. Marcos Amend atua na conservação do meio ambiente desde 1987. Possui ampla experiência nacional e internacional em temas relacionados à conservação, incluindo gestão de áreas protegidas, ecoturismo, instrumentos de política ambiental, análise custo-benefício de projetos e economia de recursos naturais. É mestre em Economia e Política Florestal pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e especialista em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Fotógrafo de natureza e membro fundador do FotoClube BH, em 2009 participou do processo de fundação Associação dos Fotógrafos de Natureza (Afnatura), que busca defender o interesse e divulgar o trabalho dos fotógrafos de natureza brasileiros.

Na terceira palestra do dia, Manoel Serrão representante do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) – uma associação civil sem fins lucrativos que trabalha para conservar a diversidade biológica do País há 15 anos -, fala sobre o “Pagamento por serviços ambientais aliado ao turismo de natureza”.

Manoel Serrão é Engenheiro de Pesca pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e especialista em Meio Ambiente pela Universidade Federal de Brasília, mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável pela UNB e professor visitante do Mestrado da ESCAS/SP desde 2010. Desde sua graduação tem direcionado o foco de sua produção acadêmica ao financiamento para a conservação, tema presente em sua tese que discute o papel dos Fundos ambientais no financiamento público e em diversos trabalhos e livros publicados, entre eles, Quanto custa uma unidade conservação federal (2009); Fontes de recursos financeiros para a gestão ambiental pública (2008) e O fortalecimento de fundos socioambientais (2007).

MESAS REDONDAS

Na parte da tarde acontecem as mesas redondas “Turismo e Copa do Pantanal I”, das 14 às 14:45 horas, com os temas “Políticas e ações do Ministério do Turismo”, com a secretária nacional de Política de Turismo, Ana Izabel Mesquita de Oliveira; “Políticas e ações de desenvolvimento do turismo no Mato Grosso”, com a secretária de estado do Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Teté Bezerra e “Ações do Trade de Mato Grosso”, com o representante da operadora Arara Eco Ldge, André Von Thuronyi.

A segunda mesa redonda, “Turismo e Copa do Pantanal II”, com início às 16:15 horas com término às 18 horas, irá tratar da “Natureza, Turismo e Sustentabilidade no Mato Grosso”, com o coordenador de Unidades de Conservação da Superintendência de Biodiversidade da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Alexandre Batistella; “Projeto Parques da Copa”, com o representante do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ernesto Bastos Viveiros de Castro e a “Sustentabilidade nas micro e pequenas empresas relacionadas ao setor do turismo”, com a representante do Sebrae-MT, Suênia Maria Cordeiro de Sousa.

Fechando o dia acontece a terceira reunião paralela do evento com o tema “Unidades de Conservação: concessões e serviços de apoio à visitação publica”. A reunião paralela tem início às 19 horas e termina às 22 horas e com vagas limitadas à 40 participantes.

O Conatus 2011 é uma iniciativa da Fundação Neotrópica do Brasil em parceria com o Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Sebrae – MT, Convention Bureau – MT e Instituto Homem Pantaneiro – MS. O evento reúne especialistas do Brasil e de vários países para discutir o turismo como promotor da conservação da natureza. O Conatus 2011 termina na quinta-feira (27.10) com visitas técnicas e mini cursos.

Confira a programação completa do evento nos sites da Sema www.sema.mt.gov.br e no site do evento, www.conatus.org.br

Fonte:Secom/MT





Tags: