Adriano decide no fim, Corinthians derrota o Atlético-MG e volta para a ponta

Iluminado. Com apenas uma palavra dá para definir o que aconteceu com Adriano, que marcou quase nos acréscimos o gol da vitória suada do Corinthians contra o Atlético-MG por 2 a 1 neste domingo no Pacaembu. O gol foi de extrema importância para o Corinthians, que voltou para a liderança do Brasileirão com 67 pontos, …

20/11/2011 20:14



Iluminado. Com apenas uma palavra dá para definir o que aconteceu com Adriano, que marcou quase nos acréscimos o gol da vitória suada do Corinthians contra o Atlético-MG por 2 a 1 neste domingo no Pacaembu.

O gol foi de extrema importância para o Corinthians, que voltou para a liderança do Brasileirão com 67 pontos, contra 65 do Vasco, a duas rodadas do fim da competição. O Atlético-MG, por sua vez, segue com 42 e ainda com riscos de cair para a Serie B.

O Atlético-MG adotou uma postura muito mais cautelosa para enfrentar o Corinthians. O técnico Cuca optou por colocar o volante Serginho no lugar do atacante Neto Berola, e escalou o time mineiro no 4-5-1.

A marcação do Atlético-MG no primeiro tempo foi individual dos três volantes (Filipe Soutto, Pierre e Serginho) no setor de criação do Corinthians formado por Paulinho, Danilo e Emerson.

Os números do Datafolha mostram bem o que foi a partida na primeira etapa, pois o Corinthians teve muito mais posse de bola (174 bolas recebidas contra 71 do adversário), e não conseguiu ser perigoso, apesar de controlar a partida (sete chutes errados a gol).

O Atlético-MG, por sua vez, fez muito mais faltas (14 a 5) e pouco criou, com apenas uma finalização errada. “A gente precisa por a bola no chão, caprichar mais no passe, agredir um pouco o Corinthians”, recomendou Pierre na saída do intervalo.

Os times voltaram os mesmos depois do intervalo. Irritada com a atuação abaixo da média de Danilo, a torcida do Corinthians pediu a entrada de Alex, no que o técnico Tite atendeu prontamente. Só que antes disso, o Atlético-MG abriu o placar com o zagueiro Leonardo Silva em bela jogada ensaiada após cobrança de falta, o que aumentou o drama corintiano no Pacaembu.

Depois de sofrer o gol, o Corinthians passou a jogar na base do ‘abafa’, empurrado pela sua torcida que lotou o estádio (38.493 pessoas). Tal estratégia ficou clara quando Tite promoveu a entrada de Adriano no lugar de Willian sob protestos da torcida, que não queria a saída do camisa 7.

Mas Alex entrou muito bem na partida e obrigou o goleiro Renan Ribeiro a fazer duas grandes defesas. Antes disso, o Corinthians quase havia sofrido o segundo com Carlos Cesar, o que comprova o quão aberto estava o duelo.

Adriano e Alex entraram, mas quem resolveu foi Liedson. Em lance de oportunismo, o camisa 9 corintiano escorou com precisão bom cruzamento de Alessandro e quase colocou o Pacaembu abaixo.

Em um contra-ataque no fim, Adriano recebeu bola precisa de Emerson, completou com oportunismo e definiu com requintes de emoção a vitória do Corinthians, com cara de campeão, de virada.

Fonte:UOL