Já rola a bola no Estádio Nacional de Brasília

19/03/2012 08:57



Hélio Pereira dos Santos entrou para a história do Estádio Nacional, em Brasília. “Agora posso tirar onda de ser o primeiro a fazer um gol no Estádio Nacional. Recebi um passe maravilhoso e só converti. Com certeza é uma emoção muito grande”, disse o carpinteiro de 25 anos, que deixou Araripina (PE) para trabalhar na construção do palco que irá receber a Copa das Confederações da FIFA 2013 e a Copa do Mundo da FIFA 2014.

O feito do operário foi alcançado durante a 2ª Copa Solidária Operários da Bola, que começou neste sábado (17/3). O torneio terá a duração de cinco rodadas, sempre aos sábados. Participam do campeonato 64 equipes masculinas e quatro femininas, com 12 e 15 jogadores, respectivamente. A primeira rodada teve a participação de 20 equipes, que disputaram a classificação em 10 vagas.

“Os operários são os responsáveis por colocar cada tijolo no estádio. Nada mais justo que o primeiro jogo seja deles. Esse campeonato simboliza a integração entre os trabalhadores da obra e nossa intenção é valorizar aqueles que estão fazendo história com a construção da primeira de uma série de obras que vão melhorar a qualidade de vida dos brasilienses”, destacou o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz.

Foi Queiroz quem deu o chute inicial da primeira partida, disputada por Estados Unidos e Nicarágua. Para entrar no clima da Copa, cada uma das equipes foi batizada com nomes de países. Para o secretário executivo do Comitê Organizador Brasília 2014, Cláudio Monteiro, o torneio presta uma homenagem aos operários. “Esse é um evento digno para que os trabalhadores possam desfrutar hoje de um campo onde, no futuro, pisarão os maiores craques do futebol mundial”, afirmou.

O torneio dos operários do Estádio Nacional recebeu esse nome porque, além das partidas de futebol, os trabalhadores se uniram em uma ação solidária. Na manhã de quinta-feira (15/3), um grupo de trabalhadores entregou a instituições de caridade uma tonelada de alimentos recolhida pelos operários inscritos na competição.

Fonte: Fifa





Tags: