Governo parte na Caravana da Integração rumo ao Pacífico

Comitiva de Mato Grosso partiu na Caravana da Integração rumo ao pacífico, buscando de soluções para as áreas econômica, turística, de logística e de infraestrutura. A Caravana da Integração do Governo do Estado partiu na manhã desta sexta-feira (22.04) do Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá e terá como destino final a cidade de …

23/04/2016 13:13



Comitiva de Mato Grosso partiu na Caravana da Integração rumo ao pacífico, buscando de soluções para as áreas econômica, turística, de logística e de infraestrutura.

A Caravana da Integração do Governo do Estado partiu na manhã desta sexta-feira (22.04) do Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá e terá como destino final a cidade de Arequipa, no Peru. A comitiva, comandada pelo governador de Mato Grosso Pedro Taques busca uma nova saída para a produção agrícola mato-grossense pelo Oceano Pacífico.

Taques avalia que este é um grande momento para Mato Grosso, que se torna protagonista na integração com os países do oeste da América do Sul. “Essa integração já foi sonhada por muitas vezes, mas nós temos certeza que desta vez vai sair. Os nossos produtos vão chegar a preços competitivos nos mercados da Ásia, com quinze dias a menos. Não será necessário descer pelo estreito de Magalhães e nem subir pelo Canal do Panamá”, disse.

Taques avalia que a integração também beneficiará outras áreas, como turismo e cultura. “Quero agradecer a todos que estão compreendendo que essa viagem é importante neste momento de transformação que Mato Grosso vive”, completou.

O Gabinete de Comunicação do Governo de Mato Grosso vai publicar diariamente informações sobre a comitiva. Clique aqui para acessar o diário de bordo da Caravana da Integração.

O governador do Departamento de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, Ruben Aguilera, avalia que a Caravana da Integração é muito relevante para a integração de toda a América Latina. Acredita que cria-se entre Mato Grosso, Bolívia, Norte do Chile e Sul do Peru um corredor de desenvolvimento. “Essa integração é muito importante e agora ela começa a cristalizar-se, a realizar-se”, comentou.

O sonho de integração da região não vem de agora. Há 48 anos uma comitiva partiu do Chile e chegou a Mato Grosso visualizando a possibilidade de saída pelo Pacífico. Naquela caravana estava o atual prefeito de Iquique, Jorge Soria Quiroga, que também integra a Caravana da Integração. Para ele, esse é um momento histórico em que a América Latina realiza o grande sonho de integração.

A comitiva é composta por 42 veículos, sendo 29 de Mato Grosso, 11 bolivianos e outros dois com representantes chilenos. A caravana conta com representantes do Poder Executivo, Legislativo, Tribunal de Contas do Estado, entidades do setor produtivo e da indústria e empresários de Mato Grosso.

A primeira parada da comitiva será na cidade Cáceres. Na oportunidade, o governador Pedro Taques e o presidente do Indea, Guilherme Nolasco entregam quatro veículos e equipamentos que vão ajudar no desempenho e trabalho do órgão fiscalizador. A cerimônia acontece às 9h, no Pátio do Indea de Cáceres. Ainda no município, o prefeito Francis Maris adere à caravana.

Seguindo a viagem, o governador Pedro Taques e o vice-governador Carlos Fávaro transferem o comando do Governo do Estado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Guilherme Maluf, que assumirá o posto até a próxima quarta-feira (27.04). O ato de passagem de cargo será em Corixa (comunidade de Cáceres), na fronteira do Brasil com a Bolívia.

Em seguida, a Caravana da Interação entra na Bolívia, por San Matias, ponto da primeira parada no país vizinho. Na cidade, Taques, Fávaro e a comitiva serão recebidos pelo prefeito Fabio Lopez.

Na parte da tarde a Caravana da Integração continua sua viagem. No meio da tarde passa por Ascencion e, no início da noite, chega a San Ignácio de Velasco. Na oportunidade, será realizado um ato público com a presença dos participantes da comitiva.

Confira a lista de autoridades que acompanham a comitiva:

Seneri PaludoSecretário de Estado de Desenvolvimento Econômico
Suelme EvangelistaSecretário de Estado de Agricultura Familiar
Marcelo DuarteSecretário de Estado de Infraestrutura e Logística
Eduardo MouraSecretário do Gabinete de Desenvolvimento Regional
Guilherme NolascoPresidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso – Indea
Ezequiel FonsecaDeputado Federal
Augusto Curvo TampinhaDeputado Federal
Max RussiDeputado Estadual
Wancley CarvalhoDeputado Estadual
Pedro SatéliteDeputado Estadual
Rui PradoPresidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso – Famato
Francis Maris CruzPrefeito da cidade de Cáceres
João Carlos SborchiaPresidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores – AMAD
Ana Maria di RenzoReitora da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat
Ariel Lopes TorresVice-Reitor da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat
Edeon Vaz FerreiraConsultor da Comissão de Logística a Associação dos Produtores de Soja de MT – Aprosoja
Antonio Galvan1º Diretor Financeiro – APROSOJA
Carlos Ernesto AugustinPresidente da Associação dos Produtores de Sementes – Aprosmat
Gutemberg Carvalho Diretor da Aprosmat
Gustavo PiccoliPresidente da Associação Matogrossense dos Produtores de Algodão – AMPA
Décio TocantinsDiretor-Executivo da AMPA
Professor Serafim Carvalho MeloFederação das Indústrias de MT – Vice-Presidente do Conselho Temático de Integração Internacional

 

Missão

A equipe liderada pelo governador Pedro Taques percorrerá entre os dias 22 e 27 de abril, cidades da Bolívia, como San Ignácio de Velasco, Santa Cruz de La Sierra e Cochabamba; no Chile a Caravana conhecerá o porto de Iquique, uma das saídas de escoamento de produtos pelo Pacífico; no Peru entre as cidades que serão visitadas estão Tacna e Arequipa.

A caravana tem objetivo de buscar ações integradas para problemas comuns dos países que integram a Zona de Integração do Centro Oeste Sul-Americano (Zicosur). A equipe vai conhecer soluções que podem dar certo nas áreas de segurança, comércio, turismo, cultura e buscar a saída da produção de Mato Grosso pelos portos do Pacífico. Além de promover a integração com a região, a estratégia do governo estadual é fazer com que a produção mato-grossense ganhe uma saída a Oeste do continente, barateando os custos de transporte e chegando com mais agilidade à China, principal consumidora da produção do estado.

 

Fonte  - Gcom-MT