Perdeu PT. Perdeu muito mais o Brasil, diz NYT

New York Times estampa que o Brasil deixou passar a oportunidade de se tornar um país desenvolvido, onde a a ganância e a falta de escrúpulos desde a era Lula foram contínuas com a sua sucessora. Reportagem do jornal New York Times desta quarta-feira (4) demonstra que o o governo jogou fora uma grande oportunidade …

04/05/2016 13:07



New York Times estampa que o Brasil deixou passar a oportunidade de se tornar um país desenvolvido, onde a a ganância e a falta de escrúpulos desde a era Lula foram contínuas com a sua sucessora.

Reportagem do jornal New York Times desta quarta-feira (4) demonstra que o o governo jogou fora uma grande oportunidade de transformar o Brasil num país desenvolvido.

A matéria, assinada pelo jornalista Eduardo Porter, interpreta a situação política e econômica brasileira, mencionando que os brasileiros estiveram felizes nos anos do governo Lula, quando os altos preços das commodities fizeram alguns acreditar que o Brasil iria decolar.

Na ocasião, diz o jornal, o Brasil se achou o máximo, achando que teria chances até maiores do que a China para se colocar no grupo das nações mais ricas do mundo. Mas eras sonho de uma noite de verão, pura miragem.

NYT – ”Lula pensou que era um gênio na economia”

A economia do Brasil está em queda livre, afirma Porter em seu texto, e a queda é ainda mais acentuada do que a dos anos 1980, considerada a década perdida.

Avaliando que essa ilusão de prosperidade em épocas de preços altos de matérias-primas é comum na América Latina, o jornal ouviu o professor José Scheinkman, brasileiro que leciona na prestigiosa Universidade de Columbia.

A avaliação é que Lula pensou ser um gênio econômico, só que ciclos de preços altos de commodities não mudam a fisionomia do País. Os governantes do PT não quiseram saber de fazer reformas essenciais, e o resultado está aí.

A situação deixada por Lula tornou-se ainda pior sob Dilma Rousseff, que fincou pé na alternativa populista. Algumas medidas poderiam ser aceitáveis, mas o problema é que ela não soube quando parar.

 

Da Redação