Taques participou da posse de Michel Temer

Um dos defensores da saída da presidente Dilma, o governador Pedro Taques participou da posse do vice-presidente Michel Temer nesta quinta-feira (12) em Brasília. O governador Pedro Taques participou da posse do presidente da República em exercício, Michel Temer, na tarde desta quinta-feira (12.05), no Palácio do Planalto, em Brasília. Antes da cerimônia, Taques se …

13/05/2016 03:57



Um dos defensores da saída da presidente Dilma, o governador Pedro Taques participou da posse do vice-presidente Michel Temer nesta quinta-feira (12) em Brasília.

O governador Pedro Taques participou da posse do presidente da República em exercício, Michel Temer, na tarde desta quinta-feira (12.05), no Palácio do Planalto, em Brasília. Antes da cerimônia, Taques se reuniu com o presidente em uma sala reservada às autoridades.

Nesta quinta-feira, Michel Temer assumiu interinamente a Presidência após o Senado Federal aprovar, por 55 votos a favor e 22 contra, a instauração do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff. Durante a solenidade, também foram empossados 22 ministros.

Taques foi o primeiro governador a defender publicamente o impeachment da presidente Dilma, com base na Constituição Federal. “A constituição foi cumprida, a Câmara fez a autorização, o Senado admitiu o processo e agora Dilma está afastada por 180 dias, tudo dentro da legalidade, não há que se falar em golpe”.

O governador reforçou o apoio ao novo presidente em exercício e desejou boa sorte na administração do país. “Espero que o novo presidente Michel Temer, que eu conheço há mais de 20 anos, entenda o clamor das ruas e dos cidadãos por uma administração livre da corrupção”.

Conforme o governador, uma nova política econômica, com mais credibilidade perante o cenário nacional, poderá ajudar o país a sair desta situação e fazer com que o Governo Federal contribua mais para Mato Grosso.

“A economia funciona com credibilidade, um político pode perder a popularidade, mas não pode perder a credibilidade. Infelizmente, a presidente afastada perdeu a credibilidade e isso contamina todo o mercado e toda a economia. A economia funciona com confiança”.

Taques afirmou que entende que o cenário não é fácil diante da crise econômica. “Agora é um momento de união, de trabalho conjunto para fazer a economia brasileira volte a crescer, gerando empregos, renda e oportunidades para o povo brasileiro. O Brasil está em um momento de conciliação entre a classe política e a sociedade. Desejo que o presidente da República possa ter uma administração profícua que coloque o país no lugar correto e no destino que nos é traçado”.

 

Por Gustavo Nascimento da Gecom-MT