Lava Jato – Jucá diz estar ‘muito tranquilo’

Jucá diz estar muito tranquilo com investigações da Lava Jato. Jucá disse que já prestou as informações necessárias aos investigadores da força tarefa O ministro do Planejamento, Romero Jucá, disse na manhã desta terça-feira (17), que está “muito tranquilo” em relação a presença de seu nome nas investigações da Operação Lava Jato e na possibilidade de …

18/05/2016 11:43



Jucá diz estar muito tranquilo com investigações da Lava Jato. Jucá disse que já prestou as informações necessárias aos investigadores da força tarefa

O ministro do Planejamento, Romero Jucá, disse na manhã desta terça-feira (17), que está “muito tranquilo” em relação a presença de seu nome nas investigações da Operação Lava Jato e na possibilidade de virar, no futuro, réu em processos relacionados ao tema.

Jucá disse que já prestou as informações necessárias aos investigadores da força tarefa e que apoia a operação. Afirmou ainda que ela muda o paradigma da relação entre políticos e empresas no Brasil.

Seis inquéritos foram abertos contra ele na operação. Nenhum virou processo até o momento.

O ministro afirmou que o fato de ter assumido a presidência do PMDB e coordenado as articulações para o impeachment da presidente Dilma Rousseff é prova de que ele estaria comprometido com o avanço das investigações e também que não estaria envolvido com esquema de corrupção.

“Portanto, se eu tivesse algum medo, se tivesse algum receio, não teria comprado as brigas que eu comprei. Estou muito tranquilo. Espero que o MPF faça todas as investigações”, disse ele, que lembrou que apoiou a recondução ao cargo do procurador geral da União, Rodrigo Janot.

Jucá participa na manhã desta terça do 28º Fórum Nacional, organizado pelo ex-ministro do Planejamento João Paulo dos Reis Velloso, no Rio.

A fala de Jucá foi motivada após um jornalista perguntar se ele deixaria o cargo caso se tornasse réu na Lava Jato. O ministro não respondeu objetivamente. Disse que iria aguardar antes de se posicionar.

“Estou tranquilo. Vou continuar fazendo meu trabalho e aguardando a manifestação do Ministério Público”, disse.

 

Da Folhapress