HC Lula – Como o mundo anunciou o julgamento do ex-presidente

Os mais importantes veículos de comunicação do mundo, jornais, tvs, portais acompanharam na íntegra o julgamento do STF sobre a jogada que podia envergonhar o Brasil mais uma vez O julgamento do pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no STF (Supremo Tribunal Federal) teve 1 olhar atento da imprensa internacional. Saiba …

05/04/2018 16:57



Os mais importantes veículos de comunicação do mundo, jornais, tvs, portais acompanharam na íntegra o julgamento do STF sobre a jogada que podia envergonhar o Brasil mais uma vez

O julgamento do pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no STF (Supremo Tribunal Federal) teve 1 olhar atento da imprensa internacional. Saiba o que falaram os principais veículos estrangeiros.

THE NEW YORK TIMES

Para o jornal nova-iorquino The New York Times a decisão do STF sobre o habeas corpus de Lula tem potencial para “redesenhar o sistema jurídico brasileiro em meio a uma longa investigação sobre corrupção e lavagem de dinheiro”.

O site do jornal cita 1 argumento usado pelo ministro Roberto Barroso ao proferir seu voto no STF: “Não estamos debatendo uma herança política. É sobre decidir se a jurisprudência que a corte estabeleceu deve ser aplicada a todas as pessoas. É 1 teste da nossa democracia.

Em outro texto, o jornal diz: “Enormes escândalos de corrupção e a pior crise econômica em décadas deixaram Dilma e seu partido derrotados, com pouco apoio para se defender de uma tomada de poder”, diz o jornal.

 

CLÁRIN

O jornal argentino Clarín, que já dava manchete ao caso antes mesmo do fim da votação, destacou o desenlace “dramático”, com o desempate nas mãos da presidente do STF, Cármem Lúcia. Ao lado da matéria principal, foi publicado ainda 1 perfil de Lula e uma reportagem explicando o caso do triplex do ex-presidente brasileiro.

 

EL PAÍS

O espanhol El País noticiou em tempo real o julgamento.

 

REUTERS

A agência de notícias Reuters destacou a importância do julgamento do habeas corpus de Lula para pôr fim a uma injusta tradição de impunidade para os mais ricos no país.

“Juízes de tribunais ordinários, os principais promotores e grupos empresariais pediram à corte que mantenha sua decisão de 2016, determinando que réus possam ser encarcerados se a condenação for confirmada no tribunal de apelação, como aconteceu com Lula neste ano”, disse à agência.

Ver imagem no Twitter
BBC E THE GUARDIAN

Os britânicos BBC e The Guardian publicaram matérias sobre o caso.

BBC se preocupou em contextualizar o atual cenário envolvendo o ex-presidente. Destaca os protestos que polarizam o país e responde a perguntas como “quem é Lula?”, “como ele entrou nessa bagunça?” e “o que a Suprema Corte está decidindo hoje?”.

Activists of the Free Brazil Movement (MBL) take part in a rally demanding the imprisonment of former president Luiz Inacio Lula Da Silva at Praca da Liberdade in Belo Horizonte, Brazil on April 3, 2018.

Rival rallies as Brazil awaits Lula ruling

Brazil’s top court will rule on whether Lula should be jailed while he appeals against his sentence.

Já o jornal The Guardian traz a visão de especialistas brasileiros sobre o os possíveis desdobramentos da decisão da Suprema Corte. Também avalia os resultados de uma possível prisão.

Brazilians still hold great affection for Lula, despite corruption conviction

AL JAZIRA

A mais importante rede de televisão do mundo árabe também relatou o julgamento. De acordo com a Al Jazira, a prisão após condenação em 2ª Instância foi introduzida para combater a impunidade. Antes da medida, “figuras poderosas com equipes jurídicas bem remuneradas adiavam sentenças ou evitavam totalmente a prisão”.

 

Da Redação com informações do site Poder 360 e respectivas agências