Segundo Turno – Rejeição de Haddad dispara para 62%, diz Paraná Pesquisa

Paraná Pesquisas levanta em SP, estado com 22,4% do eleitorado do país, Bolsonaro com 69,9% dos válidos e Haddad, 30,1%. Rejeição: Haddad 62,8% e Bolsonaro 32,1% Levantamento do Paraná Pesquisas com eleitores de São Paulo mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 69,9% das intenções de voto contra 30,1% de Fernando Haddad (PT). Os números se referem a …

15/10/2018 12:03



Paraná Pesquisas levanta em SP, estado com 22,4% do eleitorado do país, Bolsonaro com 69,9% dos válidos e Haddad, 30,1%. Rejeição: Haddad 62,8% e Bolsonaro 32,1%

Levantamento do Paraná Pesquisas com eleitores de São Paulo mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 69,9% das intenções de voto contra 30,1% de Fernando Haddad (PT). Os números se referem a votos válidos, sem considerar brancos, nulos e indecisos.

Os dados sobre a disputa do 2º turno presidencial foram divulgados nesta 2ª feira (15.out.2018).

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 14 de outubro de 2018, em 86 municípios de São Paulo. O estudo ouviu 2.002 eleitores. A margem de erro é de 2,0 p.p e a confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-02492/2018

São Paulo é o Estado com o maior colégio eleitoral do Brasil. Segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), conta com 33 milhões de eleitores, o que equivale a 22,4% dos votantes do país.

No 1º turno, realizado em 7 de outubro, o militar recebeu 3 vezes mais votos válidos que o petista no Estado. Foram 12.378.012 de votos para Bolsonaro contra 3.833.982 para Haddad.

No cenário em que são computados as intenções de voto totais, Bolsonaro tem 59,1% e Haddad 25,5%. Brancos, nulos e indecisos somam 15,4%.

POTENCIAL ELEITORAL

A pesquisa também avaliou o potencial eleitoral dos candidatos. Bolsonaro conta com 1 público mais cativo do que Haddad, enquanto o petista apresenta a rejeição mais elevada.

Dentre os entrevistados, 49,8% dos eleitores do militar tem certeza de sua escolha, ao mesmo tempo que 20,4% votaria certamente no petista. Segundo o levantamento, Haddad tem 62,8% de rejeição, quase o dobro de Bolsonaro, que apresenta 32,1%.

 

Da Redação com informações do Poder360