Editorial – ”Contorno Leste”, o legado dos Pinheiros

A Prefeitura de Cuiabá é liberada pelo TCE para executar o processo de licitação do ”Contorno Leste”, mega obra envolvendo mais de R$ 120 milhões Após indeferimento em novembro de 2019, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), liberou para abrir processo licitatório para a maior obra municipal da história de Cuiabá – Contorno …

08/06/2020 17:24



A Prefeitura de Cuiabá é liberada pelo TCE para executar o processo de licitação do ”Contorno Leste”, mega obra envolvendo mais de R$ 120 milhões

Após indeferimento em novembro de 2019, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), liberou para abrir processo licitatório para a maior obra municipal da história de Cuiabá – Contorno Leste.

A obra que tem como cerne do seu projeto, uma malha viária composta de duas mãos distribuídas em pistas duplas, com 17,5 km de extensão, interligadas para a sua continuidade por duas pontes de concreto, além de meio-fio e calçamento padrão de 2m largura por toda sua totalidade nas margens pavimentada, cortando um impressionante e significativo número de bairro – 21- levando desenvolvimento, qualidade de vida, oportunidade de empreendedorismo e conseqüentemente, avanço sócio-econômico.

A Prefeitura de Cuiabá vem corporificando um legado de obras na capital de extrema importância para o seu inegável franco desenvolvimento urbano, metropolitano e tráfego. Esse último, gargalo em muitas cidades do país. Em Cuiabá, com um agravante especial – o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

O Executivo municipal precisou trabalhar para solucionar um “quebra-cabeça” degradado, ainda mais, com o advento do então “futurista” VLT – desafogar o trânsito na capital.
Prometido para a Copa de 2014, onde Cuiabá foi sub-sede do evento esportivo mundial, o VLT virou promessa eleitoral na eleição ainda no mesmo ano. Passaram-se 4 anos (2014 – 2018) e o governador eleito à época, encerrou a gestão sem solução.

Em 2018, o VLT volta a ser promessa de campanha mas, ao que tudo indica, sem até o momento o atual governador não mostrar muito interesse em cumprir qualquer promessa à respeito, também deverá encerrar a gestão sem dar solução ao fatídico desígnio.

Diante do quadro problemático e paralelo ao mesmo tempo de administração do Governo do Estado, o executivo municipal alfinetou no mapa de obras, três importantes pontos na cidade, sendo dois deles, para ganhar maior trafegabilidade em horários de pico: os viadutos na Av. Beira Rio e do cruzamento da Av. “das Torres” com Av. J. Itália. O terceiro é a exponencial edificação do Contorno Leste.

Um total de 21 bairro serão parte da “espinha dorsal´´ da obra, levando integração e desenvolvimento

Com um cenário desafiador para a economia e desenvolvimento social pós-pandemia que se avizinha, Contorno Leste é uma esperança de novos horizontes para empresários e empreendedores, ampliarem seus negócios. Para a população no entorno, a possibilidade de empregos e geração de renda e desenvolvimento local.

 

 

 

 

Por Kadu Rachid Maia diretor do Correio da Semana, publicitário, crítico, analítico & opinativo