Exposição – Mato Grosso representa o Brasil na China em evento de ciência e tecnologia

Estado é o único do país a participar presencialmente do evento As imagens que mostram a grandeza territorial, ambiental, cultural e econômica do estado de Mato Grosso e também as inovações brasileiras em ciência e tecnologia têm chamado a atenção dos chineses que participam da Hi-Tech Fair 20 (CHTF), que acontece de 11 a 15 …

12/11/2020 14:10



Estado é o único do país a participar presencialmente do evento

As imagens que mostram a grandeza territorial, ambiental, cultural e econômica do estado de Mato Grosso e também as inovações brasileiras em ciência e tecnologia têm chamado a atenção dos chineses que participam da Hi-Tech Fair 20 (CHTF), que acontece de 11 a 15 de novembro de 2020, em Shenzhen, província de Guangdong, no sul da China.

Mato Grosso é o único estado brasileiro a participar dessa feira que é considerada uma das mais importantes da China, é realizada por diversos ministérios do governo central chinês e promove o lançamento de produtos e tecnologias considerados os mais avançados em termos de inovação tecnológica.

Além da exposição desses produtos, a CHTF é oportunidade de efetivar tratativas de negócios para compra ou venda entre os países que participam da feira de forma presencial ou virtual. “Mais uma vez saímos na frente ao participar de um grandioso evento como essa feira. É mais uma oportunidade de mostrarmos a pujança do nosso estado, de apresentarmos os produtos e serviços de tecnologia e também de atrairmos investidores”, disse o secretário César Miranda, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (Sedec).

O Parque Tecnológico Mato Grosso, um hub que reúne empresas de ciência, tecnologia e inovação do estado, está sendo divulgado na CHTF pela servidora da Sedec que está em missão internacional na China desde antes da pandemia. Esse projeto inovador de Mato Grosso reuniu 28 empresas brasileiras para participar da feira chinesa.

De acordo com Ariana Guedes, o estande de Mato Grosso é o que mais tem chamado a atenção dos chineses. Nunca fica vazio. Eles querem saber mais sobre o estado e sobre as empresas mato-grossenses que enviaram vídeos e estão divulgando seus produtos e serviços na plataforma do evento.

“Nessa feira temos condições de saber o que o chinês está procurando, o que desperta o interesse dele em Mato Grosso. A primeira disparada é o AgriTech. Nosso estado é um gigante mesmo do agronegócio, 70% de quem nos procura é para saber sobre o agro com interesse em fazer parceria ou cooperação na área de tecnologia voltada para o agro. Depois do agro, eles procuram saber sobre energias renováveis, logística e outros setores. É um início de um networking com os chineses”, relatou Ariana.

Para o coordenador do Parque Tecnológico Mato Grosso vinculado à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Rogério Nunes, estar na CHTF pode abrir possibilidades de negócios não só com os chineses, mas também com outros empreendedores mundiais. “O Parque promove a união das inovações tecnológicas que vendo sendo desenvolvidas nos centros de pesquisa, nas universidades e nas startups. E estamos alinhados com a política global de tecnologia e inovação”.

Integração

Sabendo da importância da China Hi-Tech Fair 20 (CHTF), e que a sede da feira é uma das cidades mais importantes da Ásia no aspecto de indústria, tecnologia e inovação, é que representantes da Seciteci e da Sedec se uniram para que a potência de Mato Grosso seja conhecida pelos participantes do evento. “É interessante saber que os materiais que estão sendo expostos na feira estão atraindo os olhares dos chineses. Temos trabalhado para divulgar o que há de melhor no nosso estado e fomentar o desenvolvimento econômico”, relatou Júlia Teixeira Carloni de Assis, da coordenadoria de Comércio Exterior da Sedec.

 

 

 

 

Por Julianne Caju – Sedec MT