Gasolina mato-grossense desponta como a segunda mais cara do país

A Confederação Nacional de Política Fazendária (Confaz) divulgou os novos valores que os Estados adotarão, a partir do próximo dia 16, para o preço médio ponderado dos combustíveis para o consumidor final (PMPF). O ato de número 5, datado de 8 deste mês, confirma que dentre as unidades da federação a mudança será válida para …

10/03/2010 11:46



O preço médio ponderado é uma importante base de cálculo para recolhimento de impostos

A Confederação Nacional de Política Fazendária (Confaz) divulgou os novos valores que os Estados adotarão, a partir do próximo dia 16, para o preço médio ponderado dos combustíveis para o consumidor final (PMPF). O ato de número 5, datado de 8 deste mês, confirma que dentre as unidades da federação a mudança será válida para o Acre, Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro. Roraima e Rondônia.

De acordo com a medida, no Acre, por exemplo, o preço médio da gasolina passa a ser R$ 3.0199 o litro. Já para o diesel, outros R$ 2.3889. De GLP (gás de cozinha), R$ 2.9936. A lista é composta também por querosene de aviação (R$ 2/litro), álcool (R$ 2.5390/litro).

O preço médio ponderado é uma importante base de cálculo para recolhimento de impostos. Em Mato Grosso não haverá alteração para o preço médio dos combustíveis. O PMPF da gasolina mantêm-se na casa dos R$ 2.9466 a cada litro. Já o diesel, R$ 2.3399. Para o GLP, 3.0660/litro; no querosene R$ 2.0340/litro; álcool R$ 1.6450/litro e, de gás natural, R$ 1.5000/litro.

De acordo com o Confaz, quando observados os valores entre as unidades da federação, o preço médio da gasolina mato-grossense desponta como a segunda mais cara do país, atrás apenas do Acre. A terceira maior faixa de preço verifica-se no Amapá, isto é, R$ 2.8820, seguida por Tocantins (R$ 2.8600).

Quanto ao diesel, Roraima concentra o maior preço médio para o consumidor final, acima dos R$ 2,39, acompanhada por Acre (R$ 2,38) e Mato Grosso (2,33). Quanto ao GLP, Santa Catarina (R$ 3,24), Tocantins (R$ 3,23) e Distrito Federal (R$ 3,20) aparecem, pela sequência.

No quesito álcool, novamente o Acre pratica o maior preço médio (R$2,5). Em seguida aparecem Distrito Federal (R$ 2,30), Santa Catarina (R$ 2,29).

(Fonte: Mídia News)