MT tem 6% de crescimento nas exportações

As exportações de Mato Grosso crescem 6,79% nos dois primeiros meses de 2010, se comparado ao mesmo período de 2009, o que equivale a US$ 974 milhões. Atualmente o Estado está em 4º lugar no superávit do país, com uma participação de 4,14% (US$ 23,502 bilhões) sobre as exportações nacionais (US$ 831 milhões). Estes dados …

10/03/2010 18:03



Mesmo com a queda no preço, a soja continua sendo o principal produto vendido pelo Estado

As exportações de Mato Grosso crescem 6,79% nos dois primeiros meses de 2010, se comparado ao mesmo período de 2009, o que equivale a US$ 974 milhões. Atualmente o Estado está em 4º lugar no superávit do país, com uma participação de 4,14% (US$ 23,502 bilhões) sobre as exportações nacionais (US$ 831 milhões). Estes dados são do Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgados esta semana.

No ano passado, nos meses de janeiro e fevereiro foram exportados US$ 912 milhões. Já em relação as importações, este ano também houve um aumento de 85,8% (US$ 142 milhões). No ano de 2009, US$ 76,6 milhões foram contabilizados.

O secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf explica que o Estado está em plena expansão e tem conquistado vários outros mercados, ampliando a lista de países e produtos exportados. “Entre 2003 e 2009 houve um aumento de 373% nas exportações de Mato Grosso. Vamos trabalhar para que este número continue aumentado”.

Sobre a soja, houve uma queda no preço do produto devido à super produção dos três principais países produtores, Brasil, Estados Unidos e Argentina, mas continua sendo o principal produto vendido pelo Estado. As exportações caíram 18,12%, – US$ 254 milhões –, no primeiro bimestre deste ano em comparação aos US$ 314 milhões exportados em 2009.

Já o farelo da soja teve um crescimento de 16,33% – US$ 186 milhões – comparados ao primeiro bimestre do ano passado, US$ 157 milhões. O óleo da soja também apresentou retração 97,24% devido a instabilidade do mercado. A lecitina alcançou US$ 610 mil frente aos US$ 158 mil exportados em 2009.

 (Só Notícias)