CBF está perto de decidir com quem ficará a disputada ‘Taça das Bolinhas’

G1 A Confederação Brasileira de Futebol está próxima de anunciar o clube que ficará com a disputada “Taça de Bolinhas”, que seria entregue ao primeiro pentacampeão brasileiro. Em solenidade na Câmara dos Vereadores de Rio de Janeiro na última quarta-feira, o presidente Ricardo Teixeira confirmou que um estudo está sendo feito para dar um ponto …

01/04/2010 20:04



Taça das bolinhas é cobiçada por dois clubes

G1

A Confederação Brasileira de Futebol está próxima de anunciar o clube que ficará com a disputada “Taça de Bolinhas”, que seria entregue ao primeiro pentacampeão brasileiro. Em solenidade na Câmara dos Vereadores de Rio de Janeiro na última quarta-feira, o presidente Ricardo Teixeira confirmou que um estudo está sendo feito para dar um ponto final a essa polêmica.

– Já encomendei ao departamento jurídico um estudo para dar um destino definitivo para a Taça das Bolinhas, Eles é que darão o parecer – disse.
Segundo reportagem do jornal “Lance”, Carlos Eugênio Lopes, diretor Jurídico da CBF, afirmou que já está cuidando do assunto e que o resultado será revelado ainda neste mês de abril.

– Será coisa de dias. Até a metade do mês de abril esperamos ter a questão resolvida. Vamos pegar o arquivo morto da CBF para vermos os documentos. Será um trabalho exclusivamente de pesquisa – disse. 

A taça seria dada em definitivo ao clube que conquistasse o Campeonato Brasileiro três vezes consecutivas ou cinco alternadas. Em 1987, o Flamengo foi campeão do módulo verde da Copa União, e o Sport venceu o módulo amarelo. O regulamento previa cruzamento entre os dois primeiros colocados de cada torneio, mas Flamengo e Inter (o vice-campeão do módulo verde) se recusaram a disputar o quadrangular com Sport e Guarani. A CBF declarou o time de Recife campeão, decisão que foi confirmada em maio de 1994 em uma sentença do Tribunal Regional Federal.

Patrícia Amorim, que esteve presente na solenidade, não quis comentar muito sobre o assunto, mas espera que o resultado seja dado ao clube carioca, ainda mais agora que está em seu comando. 

– Ai, balança o coração, não é? Se isso acontecer, vou acreditar que sou uma presidente iluminada – brincou.