Hemocentro lança na sexta, Campanha de Inverno para Doação de Sangue

O secretário de Estado de Saúde, Augusto Amaral convida todos os servidores dos órgãos públicos do Centro Político Administrativo para o lançamento da Campanha de Inverno para doação de sangue que acontece nesta sexta-feira, as 08h30, no estacionamento da Secretaria de Estado de Saúde e tem como tema “Entre para o time da solidariedade, seja …

19/05/2010 17:25



O secretário de Estado de Saúde, Augusto Amaral convida todos os servidores dos órgãos públicos do Centro Político Administrativo para o lançamento da Campanha de Inverno para doação de sangue que acontece nesta sexta-feira, as 08h30, no estacionamento da Secretaria de Estado de Saúde e tem como tema “Entre para o time da solidariedade, seja um doador de sangue”.

O secretário Augusto Amaral é que irá puxar a fila de doações. “Faço um convite a todos os servidores dos órgãos públicos do Governo para que venham fazer parte desta grande rede de ajuda ao próximo. Entre para o time da solidariedade e seja também um doador de sangue. Doar sangue além se ser um ato de amor. É sempre bom lembrar que cada bolsa doada salva em média de três a quatro vidas”, declarou o secretario.

A diretora geral do MT Hemocentro, Eliana Rabane lembrou ainda um outro motivo para a realização desta campanha, onde se inicia o período de inverno. “Nesta época ocorre a diminuição das doações devido a baixa temperatura e a população não se desloca para os Postos de Coleta de Sangue. Daí o nosso objetivo de estar sempre próximo dos doadores de sangue”, disse.

A unidade móvel do MT Hemocentro ficará no estacionamento da Secretaria de Estado de Saúde durante todo o dia a espera de novos doadores.

DOAÇÃO DE SANGUE

As condições básicas para doar sangue são sentir-se bem, estar com boa saúde, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg e apresentar documento de identidade com foto, válido em território nacional. Para o dia da doação é necessário não estar em jejum, fazer repouso mínimo de seis horas na noite anterior, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, evitar fumar por, pelo menos, duas horas antes, evitar alimentos gordurosos três horas antes.

PESSOAS QUE NÃO PODEM DOAR

Aquelas que tiveram hepatite após os 10 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas, usuários de drogas, que fizeram tatuagem ou colocaram piercing, nos últimos 12 meses, em estabelecimentos não controlados pela Vigilância Sanitária, que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativo, nos último ano.

APÓS A DOAÇÃO

O doador recebe um lanche, instruções referentes ao seu bem-estar e poderá, posteriormente, conhecer os resultados dos exames feitos em seu sangue. Estes testes servem para detectar doenças como AIDS, sífilis, doença de Chagas, vírus HTLV I e II, hepatites B e C. Outro exame revela o tipo sangüíneo. Em caso de sorologia positiva de algum dos testes, o doador será convocado para coletar uma nova amostra para confirmação e, se necessário, encaminhado a um serviço de saúde. O material infectado é descartado e não será usado para transfusões. “Doar sangue não engorda, não emagrece, não faz mal e as seringas são descartáveis”, finalizou Eliana Rabane.