Grupo canadense anuncia investimentos de R$ 224 milhões em Mato Grosso

O novo investimento da empresa Serra da Borda Mineração e Metalurgia S/A, pertencente ao grupo canadense Yamana Gold investirá R$ 224 milhões em Mato Grosso, nas cidades de Pontes e Lacerda e Porto Esperidião. A informação foi divulgada durante a assinatura do Protocolo de Intenções, no gabinete do Governador nesta terça-feira (25.05), em Cuiabá. A …

25/05/2010 15:26



Governador e secretário Pedro Nadaf recebe grupo de empresários de mineração para assinatura de protocolo

O novo investimento da empresa Serra da Borda Mineração e Metalurgia S/A, pertencente ao grupo canadense Yamana Gold investirá R$ 224 milhões em Mato Grosso, nas cidades de Pontes e Lacerda e Porto Esperidião. A informação foi divulgada durante a assinatura do Protocolo de Intenções, no gabinete do Governador nesta terça-feira (25.05), em Cuiabá.

A previsão da empresa é que em dois anos a produção tenha início. A meta é extrair 3.100 kg/ano de ouro parcialmente refinado quando estiver totalmente pronto. Indiretamente vai gerar 1.000 empregos na fase de implementação que começa já no segundo semestre de 2010 e outros 200 diretos e 500 indiretos ao iniciar as atividades.

Segundo o diretor financeiro do Grupo, Adalberto Franco Netto Telles, a implantação total do projeto vai levar quatro anos. Ele avaliou as condições favoráveis que propiciaram a ampliação dos negócios em solos mato-grossenses. “O apoio do Governo do Estado através do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso (Prodeic) foi muito importante para que o grupo desse esse novo passo, aliado a infraestrutura, mão-de-obra e segurança com o meio ambiente. Essa receptividade do governo fortalece a relação com o Estado que nos ajuda a caminhar”, relatou Adalberto.

“Os incentivos fiscais concedidos pelo Governo são muito poucos e não perde tributos. Os incentivos são para aquisição de máquinas e equipamentos para implementação do projeto, sendo minas subterrâneas e de afloramento”, explicou Pedro Nadaf, secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia do Estado.

No quesito meio ambiente, o Grupo Yamana Gold, segundo o diretor, preza pelos valores como saúde, segurança, meio ambiente e comercialização. “Seguimos todas as normas que a legislação determina tanto em território nacional como internacional, como ISO 14.000 e o código internacional Cianeto”, explicou.

O Grupo possui quatro unidades implantadas no Brasil e outras no exterior, além de “muitas áreas de pesquisas”.