R$ 41 milhões em 2010

Maior evento do calendário da pecuária mato-grossense, a 46ª Exposição Internacional, Agropecuária, Industrial e Comercial (Expoagro), deverá movimentar nada menos do que R$ 41 milhões em leilões e negócios durante a feira, que será realizada no período de 1 a 11 de julho, no Parque de Exposições de Cuiabá. A feira, cercada de grande expectativa …

09/06/2010 17:17



Maior evento do calendário da pecuária mato-grossense, a 46ª Exposição Internacional, Agropecuária, Industrial e Comercial (Expoagro), deverá movimentar nada menos do que R$ 41 milhões em leilões e negócios durante a feira, que será realizada no período de 1 a 11 de julho, no Parque de Exposições de Cuiabá.

A feira, cercada de grande expectativa entre organizadores e participantes, tem seu encerramento programado para o mesmo dia do último jogo da Copa do Mundo da África do Sul. O Sindicato Rural de Cuiabá, que promoverá o evento, aposta alto no sucesso da feira em momento em que a pecuária tenta se recuperar da crise.

“Vivemos um momento de altos e baixos, porém vemos com grande otimismo a realização deste evento. A receptividade dos expositores é ótima, o número de argolas é recorde e esperamos superar o público e a renda do ano passado”, afirma o presidente da Associação dos Criadores do Estado (Acrimat), Mário Cândia de Figueiredo.

Segundo ele, os espaços “estão quase todos vendidos” e a receptividade dos expositores é muito ótima. Segundo ele, a Expoagro terá a maior grade de shows dos últimos tempos. Na parte de leilões, todos estão confirmados. “Teremos também acréscimo de animais expostos na argola. Os remates nos leilões deverão render R$ 21 milhões, além de 20 milhões em negócios”.

Cândia diz que a expectativa dos organizadores é a melhor possível, com público estimado de 300 mil pessoas nos 11 dias de feira. “O evento será realizado em clima da Copa do Mundo e as comemorações serão feitas no Parque de Exposições, o que será um atrativo a mais”.

LEILÕES – Para a Expoagro deste ano estão programados 22 leilões, mesmo número do ano passado. No total serão ofertados 15 mil animais – entre gado de elite e reprodutores (machos e fêmeas), corte, leite, equinos, ovinos e caprinos – para comercialização nos leilões. O número de argolas para comercialização será de 1.100. Já estão confirmados 250 expositores.

Além de promover o intercâmbio entre compradores e vendedores nos mais diversos segmentos, a Expoagro é também uma oportunidade para se discutir os novos rumos da pecuária. “Temos o maior rebanho do país e precisamos apenas investir em novas tecnologias e na melhoria do padrão genético para ser reconhecidos mundialmente”, frisa Mário Cândia. Segundo ele, o intercâmbio nesta área é fundamental “para promovermos o melhoramento genético e a diversificação do nosso rebanho”.

O secretario estadual de Desenvolvimento Rural, Jilson Francisco da Silva, ressaltou que “a Expoagro é o momento extraordinário para mostrar a importância do agronegócio, pois é a grande vitrine da alta tecnologia empregada no campo pelos nossos produtores”.

Segundo o diretor financeiro do Sindicato Rural de Cuiabá, Júlio Rocha, a comercialização dos animais vai ser “praticamente como a do ano passado devido ao momento que o setor vive, com o preço da arroba no mesmo patamar de 2009”. Já o faturamento nos negócios deve atingir R$ 20 milhões este ano