São Paulo desiste de projeto para sediar abertura da Copa-2014, segundo jornal

De acordo com matéria publicada nesta quarta-feira pela Folha de S. Paulo, o comitê paulista desistiu do projeto de reformas que viabilizaria o Morumbi a receber a primeira partida da Copa do Mundo de 2014 devido ao alto custo das reformas para adequar o local às normas exigidas pela Fifa. Entretanto, segundo o jornal, o …

09/06/2010 13:17



De acordo com matéria publicada nesta quarta-feira pela Folha de S. Paulo, o comitê paulista desistiu do projeto de reformas que viabilizaria o Morumbi a receber a primeira partida da Copa do Mundo de 2014 devido ao alto custo das reformas para adequar o local às normas exigidas pela Fifa.
Entretanto, segundo o jornal, o clube e a comissão, que vai continuar apoiando o estádio são-paulino, não perderam a esperança de receber o jogo de abertura do Mundial, já que esperam uma mudança de posição do Comitê Organizador Local (COL) em relação à rigidez das cobranças.

O comitê vai enviar à entidade o projeto mais barato, que custa entre R$ 250 e R$ 280 milhões, quantia que será garantida pelo São Paulo por meio de parcerias e financiamento pelo BNDES. As reformas para dar o direito ao estádio de receber o jogo inicial ficariam em R$ 630 milhões.

Em nota, o comitê diz que “as exigências da Fifa para um estádio ter direito ao jogo de abertura da Copa são grandes e demandam intervenções excessivamente dispendiosas”, segundo a publicação.

Na mesma nota, os organizadores paulistas rejeitaram mais uma vez a possibilidade da construção do “Piritubão”. De acordo com o comitê, uma nova arena apta a receber jogos mais importantes custaria mais de R$ 1 bilhão.