AL vai debater situação de agentes de saúde

A Assembleia Legislativa realiza nesta sexta-feira (11), a partir das 14 horas, no auditório Milton Figueiredo, audiência pública para debater a situação dos agentes comunitários de saúde e de endemias de Mato Grosso. O evento foi requerido pela deputada estadual Professora Vilma Moreira e deve contar com as participações dos deputados estaduais, de representantes do …

11/06/2010 09:39



A Assembleia Legislativa realiza nesta sexta-feira (11), a partir das 14 horas, no auditório Milton Figueiredo, audiência pública para debater a situação dos agentes comunitários de saúde e de endemias de Mato Grosso. O evento foi requerido pela deputada estadual Professora Vilma Moreira e deve contar com as participações dos deputados estaduais, de representantes do Conselho Estadual de Saúde, dos polos regionais de saúde, do Ministério Público Estadual e da Ordem dos Advogados do Brasil- seccional Mato Grosso.
Entre os assuntos discutidos estão a efetivação dos agentes nos 89 municípios mato-grossenses que ainda não fizeram a efetivação dos mesmos; melhores condições de trabalho à categoria, abono insalubridade, qualificação, qualificação diferenciada para quem trabalha na zona rural (incluindo primeiros-socorros). Os agentes apontam a necessidade de o Estado ampliar os investimentos em aparelhos de média complexidade nos pólos regionais de saúde.

“Pedi essa audiência porque atualmente, em Mato Grosso, nossos agentes estão realizando um trabalho de gigantes. Eles precisam ser devidamente reconhecidos. Eles estão dia-a-dia com a população e nada mais justo esse debate, já que estamos traçando um raio-x do setor”, afirmou deputada Vilma.

“Tem gente que está pagando para trabalhar. Trabalhamos no sol e chuva e nem sequer recebemos do estado protetor solar ou capas de chuva. Precisamos de melhores condições de trabalho.”, afirmou a presidente da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde da Família e Endemias, Dinorah Arcanjo.

Em Mato Grosso são mais de seis mil agentes de saúde da família e 1.600 agentes de endemias.

Mais informações:
Assessoria de Gabinete
(66) 9626-2585 / (65) 9292-9772/ (66) 3421-2923
Data: 10/06/2010