Hospitais Regionais incorporam ações do PAS da Saúde com investimento de R$ 8 milhões

O secretario de Estado de Saúde, Augusto Amaral anunciou em reunião realizada em seu gabinete, com diretores dos Hospitais Regionais, a liberação de R$ 8 milhões de reais por parte do Ministério da Saúde, a serem aplicados no Programa de Ação da Saúde (PAS da Saúde), no projeto Fila Zero, onde as ações serão realizadas …

14/06/2010 17:03



O secretario de Estado de Saúde, Augusto Amaral anunciou em reunião realizada em seu gabinete, com diretores dos Hospitais Regionais, a liberação de R$ 8 milhões de reais por parte do Ministério da Saúde, a serem aplicados no Programa de Ação da Saúde (PAS da Saúde), no projeto Fila Zero, onde as ações serão realizadas nos quatro Hospitais Regionais, no mês de julho.

Augusto Amaral explicou aos diretores, que esse recurso foi conseguido, graças ao empenho do Governador Silval Barbosa, que esteve em Brasília e ao apresentar ao Ministro José Gomes Temporão, o Programa de Ação da Saúde de Mato Grosso, principalmente no que diz respeito ao atendimento da população que está em filas de espera na Rede SUS do Estado, e que de pronto liberou recursos para procedimentos de Média e Alta Complexidade.

Na reunião, Augusto Amaral assinou e aprovou os planos de atendimentos eletivos de média e alta complexidade, dos quatro Hospitais Regionais, com abrangência de atendimento a população dos municípios situados nas microrregiões Oeste, Sul e Norte.

No Hospital Regional de Rondonópolis serão feitos 6.448 exames e 2.118 procedimentos cirúrgicos. Tanto os exames quanto os procedimentos cirúrgicos são da média e alta complexidade. As especialidades cirúrgicas são das áreas de neurologia, vascular, geral, pediátrica, otorrinolaringologia. Já os exames são de imagem, com suporte aos pré operatórios incluindo ecograma, Doppler e exames de alta tecnologia.

Já em Cáceres serão feitos 3.781 exames e 472 procedimentos cirúrgicos. As cirurgias são das áreas de ortopedia e gerais. Os exames são pré operatórios, de risco cirúrgico, ecocardiograma, Doppler, eletroencefalograma, dentre outros de imagem.

Nas unidades de saúde de Colíder e Sorriso vão realizar 4.200 procedimentos cirúrgicos, ficando para o Hospital Regional de Colíder as cirurgias gerais, ortopédicas, ginecológicas, pediátricas, de pescoço e tireóide, oftalmológicas, urologia, otorrinolaringologia.

Em Sorriso, as cirurgias serão executadas na área de ortopedia e traumatologia. Os exames laboratoriais para os dois hospitais são os de imagem, pré operatório e risco cirúrgico.

Segundo o secretário adjunto de Gestão Estratégica, Fabiano Tonaco Borges as unidades de Saúde Estadual atenderão os pacientes devidamente agendados em sistema de mutirão nos finais de semana e com encaixe do agendamento cirúrgico de cada Hospital, sem influenciar no atendimento diário dos Hospitais, conforme a disponibilidade das vagas. As Centrais de Regulação Estadual e Regionais é que farão o chamamento dos pacientes.

O secretário Augusto Amaral finalizou pedindo empenho da equipe na execução de mais essa importante ação de saúde que tem a pactuação integrada da Assistência a Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde e que conta com a participação e parceria dos municípios de abrangência de cada região.

“Estamos dando maior agilidade ao atendimento e resolutividade aos pacientes atendidos. Por isso, estamos ampliando o acesso aos serviços nas regiões do Estado onde temos unidades hospitalares fortes e com capacidade de atendimento de média e alta complexidade. Os nossos Hospitais estão dentro das exigências e os critérios para execuções desses exames e cirurgias. E ainda estamos cumprindo a meta do Governo de Mato Grosso de atender a população mais próximo de sua residência e a do Governo Federal na descentralização e interiorização das ações e serviços de saúde”, disse o secretario de Estado de Saúde, Augusto Amaral.