Governo investe 348 milhões na região Médio-Norte

A região de Tangará da Serra Grosso recebeu nos últimos sete anos 348 milhões de reais em investimentos. Desse montante cerca de R$ 286 milhões foram oriundos do Governo do Estado via Secretaria de Infraestrutura (Sinfra). São obras de pavimentação urbana e de rodovias, pontes, conjuntos habitacionais e diversas obras públicas como escolas e hospitais. …

17/06/2010 12:16



A região de Tangará da Serra Grosso recebeu nos últimos sete anos 348 milhões de reais em investimentos. Desse montante cerca de R$ 286 milhões foram oriundos do Governo do Estado via Secretaria de Infraestrutura (Sinfra). São obras de pavimentação urbana e de rodovias, pontes, conjuntos habitacionais e diversas obras públicas como escolas e hospitais. Barra do Bugres, Brasnorte, Campo Novo do Parecis, Denise, Nova Olímpia, Porto Estrela, Santo Afonso e Tangará da Serra são os oito municípios que compõem a região que possui, de acordo com dados de 2007 do IBGE, aproximadamente 182 mil habitantes.

A pavimentação de rodovias estaduais atingiu a marca de 555,78 km, o que representa quase 13% da pavimentação realizada pelo Estado. São 260,63 km por meio dos consórcios rodoviários entre Estado, associações de produtores e os municípios de Campo Novo do Parecis, Barra do Bugres e Tangará da Serra. As obras estão presentes nas MTs 480, 170, 246, 100, 343, 235 e 325/220. Com recursos exclusivos da Sinfra foram construídos mais 295.15 km de rodovias nas MTs 358 e 170 nos trechos do anel viário de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis a Brasnorte, Brasnorte ao Rio Juruena, travessia urbana de Tangará da Serra – avenida Lions, entroncamento MT-170 – Mundo Novo a Sapezal.

O acesso à região foi melhorado com a construção de oito pontes de concreto, que totalizam 470 metros quadrados de área e ao longo desse período o Governo do Estado viabilizou maior trafegabilidade à região Médio Norte, com a pavimentação de cerca de 400 mil metros quadrados de área urbana.

O município que obteve maior extensão asfáltica pavimentada foi Tangará da Serra, com 236 mil m², dos 398,2 mil m² asfaltados em toda a região. Além de outros 83,6 mil m² que foram restaurados. Em seguida, os municípios de Nova Olímpia, com de 72,3 mil m², Campo Novo do Parecis, com 35,1 mil m² e Denise 30,3 mil m².

No quesito habitação foram conveniadas 2.309 unidades habitacionais que atendem mais de nove mil pessoas. Porto Estrela é o município com o menor número, são 100 casas e Tangará da Serra que foi contemplado com o maior número delas obteve 907 unidades habitacionais.

Obras Públicas

Todos os municípios da regiãoforam contemplados com obras públicas. Entre elas a reforma das escolas estaduais Alfredo José, Sete de Setembro, Julio Muller, do hospital Albert Sabin e da cadeia pública em Barra do Bugres; reforma e ampliação da escola estadual Ewaldo Meyer em Brasnorte; construção de miniestádio esportivo e de posto de cobrança de permissão de passagem mais parada de ônibus na MT em Campo Novo do Parecis; reforma geral e construção de quadra na escola estadual Joaquim Marques em Denise; reforma geral na escola estadual José Bejo e construção de quadra poliesportiva em Glória D’Oeste; reforma e ampliação das escolas estaduais João Monteiro Sobrinho e Wilson de Almeida, reforma do estádio municipal Nonatão em Nova Olímpia; construção de poços artesianos e reforma de posto de saúde em Porto Estrela; reforma das escolas estaduais Acadêmico Lauro A. Barros e Geraldo Santana dos Santos e construção de praças públicas em Santo Afonso; construção do Centro de Formação Profissional (Cenfor), do centro de detenção provisório, e de dezoito novas salas de aula em Tangará da Serra.