Shopping de Várzea Grande tem obra retomada

Cinco anos após o primeiro anúncio da construção do Shopping Guanás, em Várzea Grande, o lançamento do empreendimento tem sua data praticamente confirmada para o primeiro semestre de 2011. O projeto está avaliado em cerca de R$ 70 milhões e, enfim, deve sair do papel. De acordo com o gerente de Negócios da construtora São …

19/06/2010 19:22



Cinco anos após o primeiro anúncio da construção do Shopping Guanás, em Várzea Grande, o lançamento do empreendimento tem sua data praticamente confirmada para o primeiro semestre de 2011. O projeto está avaliado em cerca de R$ 70 milhões e, enfim, deve sair do papel.

De acordo com o gerente de Negócios da construtora São Benedito, César Moraes, o lançamento da obra está sendo preparado para o ano que vem, após um longo período de espera por conta da chegada de outros empreendimentos do setor, como o Shopping Pantanal, de Cuiabá, que poderia absorver parte do público e “esvaziar” o shopping em Várzea Grande.

“O projeto está em fase de finalização e as empresas que executarão as obras já estão realizando o estudo de solo”, informou Moraes. Ele faz questão de afirmar que o lançamento para 2011 por enquanto “é apenas uma previsão” a confirmar. Caso as obras se iniciem no próximo ano, o shopping estaria concluído em 36 meses, no máximo. “É um projeto para a Copa 2014. Os empreendedores estão mirando esta data como limite para a abertura do shopping para coincidir com o evento do Mundial que terá Cuiabá como uma das cidades sedes”.

O Shopping Guanás será erguido pela Farol Empreendimentos e Participações, do empresário Carlos Moussalem (o mesmo que trabalhou para concretização do Pantanal Shopping), em parceria com a Paiaguás Construções Ltda., oriunda da GMS e construtora São Benedito, do empreendedor Paulo Malouf.

O primeiro grande empreendimento comercial de Várzea Grande será erguido no bairro Aeroporto, no cruzamento das avenidas Artur Bernardes e Filinto Muller, em uma área de 38 mil metros quadrados, distribuídos em dois pisos (térreo e sobreloja), num total de 150 lojas, entre as chamadas âncoras e as satélites. A intenção dos empreendedores é atrair grandes redes de departamento do país e construir um shopping moderno e funcional, projetado para futuras ampliações.

Segundo César Moraes, somente após o lançamento das obras é que os espaços começarão a ser comercializados. A meta é negociar toda a área destinada às lojas em um prazo recorde de seis meses. Há uma grande expectativa em torno do projeto e dezenas de lojas já teriam feito contato com os empreendedores para futuras negociações dos espaços. As vendas, entretanto, só devem começar mesmo a partir de 2011, quando as obras já estiverem iniciando.

PROJETO ORIGINAL – O projeto original do Shopping Guanás previa a construção em um prazo de 24 meses, com início em 2006 e conclusão em 2008. O empreendimento, avaliado em R$ 70 milhões, terá recursos oriundos dos empreendedores da ordem de R$ 35 milhões e, os 50% restantes, dos lojistas.

Além de uma grande praça de alimentação e áreas destinadas ao entretenimento/lazer, como cinemas e casas de jogos eletrônicos, o shopping abrigará também empreendimentos paralelos como universidades e hotéis, contando com uma área de estacionamento para acomodar aproximadamente 800 carros.