Após reunião vagas no TJ seguem sem preenchimentos

O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso composto por 30 desembargadores, mas que atualmente, conta com apenas 20, continuará com as vagas em aberto pelo menos até o julgamento do mérito do Procedimento de Controle Administrativo instaurado no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em desfavor do juiz Fernando Miranda. A decisão foi tomada …

22/06/2010 09:54



O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso composto por 30 desembargadores, mas que atualmente, conta com apenas 20, continuará com as vagas em aberto pelo menos até o julgamento do mérito do Procedimento de Controle Administrativo instaurado no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em desfavor do juiz Fernando Miranda.

A decisão foi tomada em reunião realizada ontem segunda-feira (21) entre os desembargadores que compõem a Corte e o presidente da Instituição, José Silvério Gomes. A medida visa conter a crise institucional vivida no Judiciário, uma vez que o preenchimento das vagas, neste momento, poderia trazer prejuízos na Primeira Instância.