Curso de Lapidação em Pedras Coradas terá inicio em agosto

A primeira turma do curso de Lapidação de Pedras ocorrerá em agosto. A data definitiva será informada na primeira quinzena do mês. O Núcleo de Lapidação de Pedras Coradas foi inaugurado na quarta-feira (30/06) e funcionará anexo à Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), vinculada à Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme). O objetivo …

01/07/2010 17:45



A primeira turma do curso de Lapidação de Pedras ocorrerá em agosto. A data definitiva será informada na primeira quinzena do mês. O Núcleo de Lapidação de Pedras Coradas foi inaugurado na quarta-feira (30/06) e funcionará anexo à Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), vinculada à Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme).

O objetivo principal, segundo o diretor presidente da Companhia Matogrossense de Mineração (Metamat), João Justino é a qualificação de mão-de-obra, fomento econômico do setor mineral e uma atração para a Copa de 2014. “Estamos fazendo o trabalho social da empresa e futuramente temos a intenção de interiorizar este projeto”.

O geólogo da Metamat, Wanderlei Magalhães complementa que até a Copa, a meta é que 180 pessoas estejam capacitadas. “Até 2014 serão dois cursos por ano”, diz Wanderlei. Os cursos serão gratuitos, realizados no Núcleo de Lapidação, localizado anexo da instituição. Terá a duração de oito horas por dia durante cinco meses, os equipamentos e matérias serão fornecidos pela empresa.

O secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf explica que as pedras trabalhadas serão as coradas classificadas em jóias e semijóias. Elas já estão em estoque na Metamat. Antes da realização do curso foi feito um estudo geográfico dos municípios mato-grossenses para saber onde estão localizadas as pedras. De acordo com as pesquisas os minerais foram encontrados nas cidades de Pontes e Lacerda, Aripuanã, Alta Floresta, Rondolândia e na Baixada Cuiabana as Ametistas, o Cristal de Rocha e o Quartzo Mutilado, todos provenientes da exploração de ouro e diamantes.

O professor que vai ministrar o curso é Ednilso Martins Santos. Ele é de Minas Gerais, estado considerado destaque mundialmente no setor de lapidação. Ednilso trabalha na área há 20 anos. Segundo ele, uma pedra lapidada agrega mais de 500 vezes o valor da pedra bruta. “Depois de lapidada, a pedra gera mais lucro que o ouro”.

A inauguração teve cerca de 500 pessoas, incluindo autoridades e representantes do governo. Uma iniciativa da Metamat em parceria com o Governo do Estado por meio da Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) e a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Cidadania (Setecs).