Parceria e diálogo são palavras chaves defendidas por Amaral no Governo Itinerante na área da Saúde

O secretário de Estado de Saúde, Augusto Amaral, defendeu em todas as edições do Governo Itinerante, como princípios para o bom desenvolvimento das ações de Saúde e no cumprimento dos projetos do PAS da Saúde, o diálogo e as parcerias. Estas são palavras chaves que estão permitindo ao Governo reestruturar a Rede SUS do Estado …

03/07/2010 11:14



O secretário de Estado de Saúde, Augusto Amaral, defendeu em todas as edições do Governo Itinerante, como princípios para o bom desenvolvimento das ações de Saúde e no cumprimento dos projetos do PAS da Saúde, o diálogo e as parcerias. Estas são palavras chaves que estão permitindo ao Governo reestruturar a Rede SUS do Estado e valorizar as estruturas de Saúde instaladas no interior.
“Dialogando mais com os nossos parceiros que são os municípios, as entidades públicas, filantrópicas, Justiça, e até mesmo segmentos da rede particular, estamos conseguindo buscar pontos possíveis e comuns nos avanços ao atendimento aos usuários do Sistema que estão em filas de espera. Temos que trabalhar com o orçamento previsto, somado com a criatividade e buscando novos caminhos. Com diálogo e as parcerias estamos avançando e fazendo a fila do SUS andar”, disse o secretário Augusto Amaral..

“A maior prova dessa disposição e do diálogo tivemos aqui na Região Sul, no município de Rondonópolis, no Governo Itinerante, quando em audiência com as autoridades do município e segmentos da Saúde, foi proposto a volta de Rondonópolis no Consórcio Intermunicipal de Saúde, o que permitirá o fortalecimento das ações e serviços de Saúde na Região”, defendeu Augusto Amaral.

No atendimento a população da Região Sul, muitos casos foram solucionados de imediato, enquanto outras reivindicações serão estudadas para que as respostas sejam dadas em breve. Como é o caso de protocolo realizado entre o prefeito do município de Rondonópolis, José Carlos do Pátio e que contou com as assinaturas dos vereadores.

Do protocolo, as principais reivindicações que merecem avaliação por necessitar de recursos são:Viabilidade por parte do Estado em equipar e mobiliar o Hospital da Mulher e Criança e Centro de Especialidades. Para análise destas reivindicações ficou agendada uma reunião a ser realizada na próxima terça-feira(06.07) com representantes da Região Sul e do Governo a fim de dar os devidos encaminhamentos.

Já quanto as demais reivindicações todas foram analisadas e resolvidas a exemplo do caso dos pacientes que foram atendidos pelo ônibus de Barretos, que realizou exames de diagnóstico de cânceres de próstata, colo do útero e pele cujos exames já estão prontos. Por outro lado, ficou acertado com o representante da ação do ônibus em Rondonópolis, Nilson Novais Porto que caso tenha exames positivados como sendo câncer, estes pacientes estarão devidamente regulados pelo Sistema de Mato Grosso e receberão os tratamentos previstos nos protocolos da Rede SUS do Estado.

Amaral explicou que o Governo do Estado estabeleceu parceria com o Hospital do Câncer de Barretos, onde uma Unidade Móvel de prevenção de Câncer está percorrendo os 141 municípios do interior e já passou por cerca de 40 deles, com capacidade de realização de 140 exames-dia dos quais exames do câncer do colo do útero, de próstata e pele.

“Esta é mais uma ação que demonstrada pelos números e somada com a disposição do Governo, tem a intenção de buscar cada vez mais os parceiros para conseguir bons resultados e um SUS forte. A intenção do Estado é fortalecer o interior e dotá-lo de serviços de Saúde. Assim estamos cumprindo a nossa meta de atender o cidadão onde mora ou quando se tratar de serviços da Média e Alta Complexidade, o mais próximo possível”, disse Amaral, explicando ainda que com o Governo Itinerante, a percepção da área de Saúde é o fortalecimento das cidades do interior.