Exportações do agronegócio aumentam 22%

O saldo acumulado pelos cinco principais produtos já soma US$ 22,9 bilhões no primeiro semestre. O desempenho das exportações do agronegócio brasileiro é bem melhor neste ano do que em 2009. O saldo acumulado pelos cinco principais produtos já soma US$ 22,9 bilhões no primeiro semestre, 22% acima do obtido em igual período de 2009. …

04/07/2010 10:10



O saldo acumulado pelos cinco principais produtos já soma US$ 22,9 bilhões no primeiro semestre.

O desempenho das exportações do agronegócio brasileiro é bem melhor neste ano do que em 2009. O saldo acumulado pelos cinco principais produtos já soma US$ 22,9 bilhões no primeiro semestre, 22% acima do obtido em igual período de 2009.

Esse saldo só não é maior porque o carro-chefe do setor, a soja, teve ritmo menor tanto no volume exportado como nas receitas obtidas, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Uma das principais melhoras neste ano ficou com o setor de carnes, que, além de exportar volume maior, obteve preços melhores.

Os dados da Secex indicam que as vendas externas de carne de frango “in natura” subiram para 307 mil toneladas em junho, 6% a mais do que em maio.

A exportação de carne bovina “in natura” também passa por um bom momento. O volume exportado em junho foi de 96,4 mil toneladas, superando em 7% tanto as vendas externas de maio como as de junho de 2009.

A carne bovina foi o setor que teve a maior recuperação nos preços externos. As receitas do primeiro semestre somaram US$ 1,94 bilhão, com alta de 42% em relação a igual período anterior.

A venda de milho perdeu ritmo e caiu 28%. Oferta mundial maior e menor competitividade do produto brasileiro, devido ao câmbio, reduziram as receitas para US$ 414 milhões no semestre.